Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Europa segue a subir impulsionadas por TMT e petrolíferas; DAX cresce 0,16%

A principais Bolsas europeias seguiam a valorizar, impulsionadas pelos ganhos das petrolíferas e pelas TMT, depois de ontem o Nasdaq ter subido mais de 1%. O DAX alemão crescia 0,52%.

Duarte Costa 01 de Fevereiro de 2002 às 08:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A principais Bolsas europeias seguiam a valorizar, impulsionadas pelos ganhos das petrolíferas e empresas de telecomunicações, media e tecnologia (TMT), depois de ontem o Nasdaq ter subido mais de 1%. O DAX alemão crescia 0,52%.

O Euro Stoxx 50, índice que agrega as 50 maiores empresas europeias em termos de capitalização bolsista, ganhava 0,52% para os 3.602,70 pontos.

Em Frankfurt, o DAX [DAX] avançava 0,16% para os 5.115,86 pontos. O construtor automóvel DaimlerChrysler somava 0,81% para os 47,33 euros e a Siemens ganhava 0,6% para os 68,96 euros, depois de ter alienado 13% da sua participada sul-africana New African Millennium Telecommunication, de acordo com o jornal «Business Day».

Em Paris, o CAC [CAC] valorizava 0,38% para os 4.478,02 pontos. A Vivendi Universal, que actua no sector de media, ganhava 1,07% para os 50,25 euros e a petrolífera Total Fina Elf crescia 0,43% para os 163,60 euros, depois de ontem o barril de petróleo ter subido mais de 2%.

Na Bolsa de Madrid, o IBEX [IBEX] marcava 8.123,50 pontos, a ganhar 0,91%. A Telefónica somava 0,88% para os 13,77 euros e o Santander Central Hispano crescia 0,89% para os 9,10 euros, depois de cair mais de 4% nas últimas três sessões.

O FTSE [UKX] londrino avançava 0,54% para os 5.192,60 pontos. A líder mundial nas telecomunicações móveis, a Vodafone, somava 0,98% para as 1,54 libras (2,53 euros), enquanto a British Petroleum ganhava 0,82% para as 5,53 libras (9,07 euros).

Na Bolsa de Amesterdão, o AEX, ganhava 0,29% para os 502,38 pontos. A Royal Dutch Petroleum, que controla 60% do grupo petrolífero Dutch/Shell, crescia 0,78% para os 57,85 euros e o grupo financeiro ABN Amro somava 0,84% para os 20,30 euros.

Outras Notícias