Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fortes ganhos da banca levam bolsa a inverter tendência negativa

A bolsa nacional inverteu a tendência negativa com que iniciou a sessão, animada pelos fortes ganhos da banca. O PSI-20 aprecia 0,49% e destaca-se numa Europa em queda. A Altri volta a sobressair pela positiva.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 24 de Setembro de 2009 às 11:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
A bolsa nacional inverteu a tendência negativa com que iniciou a sessão, animada pelos fortes ganhos da banca. O PSI-20 aprecia 0,49% e destaca-se numa Europa em queda. A Altri volta a sobressair pela positiva.

O principal índice da bolsa nacional (PSI-20) negoceia nos 8.451,72 pontos com 12 acções em queda e oito a subir. Na Europa, os índices continuam em terreno negativo, com as bolsas a serem novamente penalizadas pela queda dos preços das matérias-primas e pelo facto da confiança dos alemães na Alemanha subiu menos do que o esperado.

Por cá, Lisboa também acordou nebulosa mas a animação da banca já modificou o panorama.

Na banca, o BCP perde 0,40% para 1,002 euros, enquanto o BPI cai 1,71% para os 2,30 euros. Já o BES consegue contrariar o sentimento negativo do sector, ao avançar 0,21% para os 4,74 euros.

O BCP sobe 2,68% para os 1,033 euros enquanto o BPI soma 2,52% para os 2,399 euros. O banco presidido por Carlos Santos Ferreira colocou, ontem, uma emissão de obrigações hipotecárias de mil milhões de euros, que lhe permitiu mais do que assegurar as necessidades de refinanciamento para 2009. O sucesso da colocação, e o preço, são destacados pelo Caixa BI e o Espírito Santo Research.

Já o BES ganha 1,67% para os 4,819 euros no dia em que o UBS reviu em alta a avaliação atribuída ao Espírito Santo Financial Group (ESFG), em mais de 16%. Um aumento no “target” justificado pela recente actualização do preço-alvo do BES, banco que o UBS continua a classificar de “preferido”, entre os 20 maiores das pequenas e médias capitalizações da Península Ibérica.

A impulsionar está ainda a Altri, que mantém assim os ganhos das últimas sessões, com as perspectivas de subida dos preços da pasta. A empresa presidida por Paulo Fernandes, que ontem disparou mais de 6,5% para máximos de Maio de 2008, está hoje em alta de 2,46% para os 4,17 euros.

No sector da construção, a Teixeira Duarte valoriza 2,40% para os 1,11 euros enquanto a Mota-Engil cai 0,37% para os 3,776 euros.

A travar maiores ganhos estão Cimpor, que desliza 0,77% para os 5,532 euros, EDP Renováveis, que desvaloriza 0,40% para os 7,45 euros, EDP, que deprecia 0,16% para os 3,087 euros e Portugal Telecom, que escorrega 0,17% para os 7,258 euros.

Ver comentários
Outras Notícias