Bolsa Acções da Portugal Telecom sobem 20%

Acções da Portugal Telecom sobem 20%

As acções da PT superaram os 4 euros com a fusão anunciada esta quarta-feira ao mercado. O volume negociado em 1h30 é quatro vezes superior à média diária.
Acções da Portugal Telecom sobem 20%

As acções da Portugal Telecom já estiveram a valorizar-se, na manhã desta quarta-feira, mais de 20%. A justificação é o anúncio da fusão com a brasileira Oi com vista à criação de um “operador de telecomunicações líder”.

 

Os títulos seguem a negociar nos 4,052 euros, graças a uma subida de 19%. Já estiveram a ganhar um máximo de 22,79%, altura em que estiveram a cotar nos 4,175 euros. A PT esteve, assim, a transaccionar no valor mais elevado desde 15 de Março deste ano.

 

Com a cotação actual, a operadora nacional liderada por Henrique Granadeiro está avaliada em 3,6 mil milhões de euros.

 

No que diz respeito ao volume negociado, também a PT está em máximos. Em cerca de 1h30 de negociação, já trocaram de mãos quase 24 milhões de acções. É quase o volume registado na sessão mais movimentada de Agosto. Em média, costumam ser transaccionadas 6 milhões de acções por sessão (tendo como base os últimos seis meses).

 

Os investidores reagiram positivamente à informação comunicada esta manhã ao mercado pela PT e pela Oi de que vão avançar para a operação de fusão. As restantes acções das telecomunicações estavam em alta, com zon optimus e sonaecom a ganharem mais de 1%.

 

A operação de fusão “é uma consequência natural da aliança industrial entre a Portugal Telecom e a Oi estabelecida em 2010, criando um operador de telecomunicações líder gerido por Zeinal Bava como CEO”, lê-se no comunicado divulgado esta manhã pela CMVM.

 

O comunicado acrescenta que, como parte da transacção, a Oi propõe a realização de um aumento de capital em dinheiro com um mínimo de 7 mil milhões de reais (2,3 mil milhões de euros) e com um objectivo de 8 mil milhões de reais (2,7 mil milhões de euros), “com a finalidade de melhorar a flexibilidade do balanço da CorpCo. Os accionistas da Telemar Participações S.A. (“Tpart”) e de um veículo de investimento gerido pelo Banco BTG Pactual S.A. (“BTG Pactual”), subscreverão aproximadamente 2,0 mil milhões de reais (0,7 mil milhões de euros) do aumento de capital em dinheiro”.

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI