Bolsa Galp e papeleiras dão segunda sessão de ganhos ao PSI-20

Galp e papeleiras dão segunda sessão de ganhos ao PSI-20

A bolsa nacional acompanhou a tendência positiva das principais praças europeias, impulsionada sobretudo pelas subidas superiores a 1,5% da Galp, Semapa, Navigator e Altri.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 12 de fevereiro de 2019 às 16:43

A bolsa nacional encerrou em alta esta terça-feira, 12 de fevereiro, pela segunda sessão consecutiva, com o PSI-20 a valorizar 0,74% para 5.131,51 pontos. Das 18 empresas que formam o principal índice nacional, 11 fecharam em alta, quatro em queda e três inalteradas.

 

Lisboa acompanhou, assim, a tendência positiva das principais praças europeias, que foram animadas na sessão de hoje pelo ramo automóvel e pelas empresas do setor do petróleo e gás. Isto num dia marcado pela subida dos preços da matéria-prima nos mercados internacionais, devido à disponibilidade mostrada pela Arábia Saudita para fazer ainda mais cortes na produção.

 

Nesta altura, o Brent, transacionado em Londres, ganha 1,66% para 62,53 dólares, enquanto o WTI, negociado em Nova Iorque, valoriza 1,58% para 53,24 dólares.

 

No setor automóvel, os ganhos foram liderados pela Michelin, que valorizou mais de 12%, depois de ter apresentado resultados acima do esperado e ter revisto em alta as estimativas para o conjunto do ano.

 

Por cá, foram a Galp e as papeleiras que mais contribuíram para a valorização do PSI-20. Em linha com as congéneres europeias do setor, a Galp valorizou 1,58% para 13,80 euros, a beneficiar não só da subida do petróleo como também de várias notas de research positivas que foram emitidas após a apresentação de resultados.

 

Uma delas foi emitida pelo Goldman Sachs, que elevou o preço-alvo da petrolífera portuguesa de 17,50 euros para 18 euros por ação. A avaliação implica um potencial de valorização de 32% e a recomendação passou de "vender" para "neutral".

 

No setor da pasta e do papel, a Semapa subiu 2,54% para 15,32 euros, a Altri ganhou 2,19% para 7,46 euros e a Navigator, que apresenta os seus resultados amanhã, antes da abertura da sessão, ganhou 1,72% para 4,254 euros. Estas empresas continuam a beneficiar da subida do dólar, que tocou esta terça-feira no valor mais alto desde meados de dezembro.

 

A contribuir para os ganhos estiveram ainda o BCP, a EDP e a Mota-Engil. O banco liderado por Miguel Maya avançou 0,95% para 23,4 cêntimos, enquanto a EDP somou 1,01% para 3,19 euros e a Mota-Engil valorizou 3,39% para 1,892 euros.




Marketing Automation certified by E-GOI