Bolsa Galp sobe mais de 3% e dá gás ao PSI-20

Galp sobe mais de 3% e dá gás ao PSI-20

A bolsa nacional liderou os ganhos na Europa, impulsionada pela subida de 3,3% da Galp Energia e de mais de 2% do BCP.
Galp sobe mais de 3% e dá gás ao PSI-20
Tiago Sousa Dias
Rita Faria 13 de março de 2019 às 16:44

A bolsa nacional encerrou em alta esta quarta-feira, 13 de março, com o PSI-20 a valorizar 1,06% para 5.206,19 pontos. Com 13 cotadas em alta, duas em queda e três inalteradas, o índice nacional destacou-se mesmo entre as maiores subidas na Europa.

 

No Velho Continente, o tom foi otimista na sessão de hoje, com os investidores animados pela perspetiva de os deputados britânicos chumbarem esta tarde o Brexit sem acordo, e refletirem os dados positivos sobre a economia dos Estados Unidos. O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, soma 0,53% para 375,23 pontos.

 

Depois ter sido conhecido ontem que a taxa de inflação nos Estados Unidos se fixou em 1,5%, em fevereiro – o nível mais baixo desde setembro de 2016 - hoje foi revelado que as encomendas de equipamento para as empresas norte-americanas - uma medida do investimento privado – subiram mais do que o esperado.

 

A contribuir para a subida dos índices bolsistas da Europa está ainda a valorização do petróleo, que está a dar ganhos às empresas do setor.

 

É o caso da Galp Energia, a cotada que mais contribuiu para a subida do PSI-20 esta quarta-feira com uma valorização de 3,30% para 14,55 euros, depois de quatro sessões consecutivas de perdas.

 

Ainda na energia, a REN fechou inalterada em 2,666 euros, a EDP Renováveis somou 0,99% para 8,64 euros e a EDP avançou 1,76% para 3,304 euros, depois de a Reuters ter noticiado que empresa poderá propor a criação de uma joint venture com os chineses da China Three Gorges se a OPA lançada no ano passado falhar.

 

A contribuir para a subida do PSI-20 estiveram ainda o BCP, a Jerónimo Martins, a Semapa e a Altri. No dia em que o CaixaBank/BPI reviu em alta o seu preço-alvo para as ações da Jerónimo Martins de 15,75 euros para 16,50 euros, a retalhista somou 0,70% para 12,96 euros. O BCP valorizou 2,15% para 22,82 cêntimos, a Semapa ganhou 0,4% para 15 euros e a Altri avançou 0,56% para 7,16 euros, antes de apresentar os seus resultados ao mercado, esta tarde.

 

De acordo com o Caixa Bank BPI Research, os lucros terão aumentado 97% para 55 milhões de euros, com as vendas  crescerem 25% para 219 milhões de euros.

 

Atualmente, o CaixaBank BPI Research atribui um preço-alvo para finais de 2019 de 8,45 euros e uma recomendação de "neutral". 




Marketing Automation certified by E-GOI