Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Galp Energia sobe mais de 1% e leva bolsa nacional a inverter descida

A bolsa nacional inverteu a tendência de descida da abertura, valorizando 0,20%, com a Galp Energia a subir mais de 1% e a ser a que mais impulsiona. As principais praças europeias também inverteram a descida desta manhã.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 13 de Janeiro de 2010 às 09:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A bolsa nacional inverteu a tendência de descida da abertura, valorizando 0,20%, com a Galp Energia a subir mais de 1% e a ser a que mais impulsiona. As principais praças europeias também inverteram a descida desta manhã.

O índice principal (PSI-20) negoceia nos 8.751,39 pontos, com 12 cotadas a subir, sete a descer e uma a negociar inalterada. As principais praças europeias inverteram a tendência de descida, com várias cotadas a receberem notas de recomendação positivas e a compensarem a queda do sector da banca.

O sector da banca europeia negociava pressionado pelos resultados da Société Générale, que divulgou os resultados relativos ao quarto trimestre, em que registou um “lucro ligeiro”, depois de ter apresentado desvalorizações de activos no valor de dois mil milhões de euros.

Por cá, a Galp Energia é a cotada que mais impulsiona, ao subir 1,03% para 12,78 euros. A petrolífera segue animada pela notícia de que a Petrobras deverá fazer uma parceria com a empresa portuguesa e pela emissão de uma nota de investimento da Goldman Sachs, que reviu o preço-alvo em alta de 20,3% para 14,8 euros. A recomendação do banco de investimento subiu para “manter” de “vender”.

A Jerónimo Martins também é das cotadas que mais suporta os ganhos da bolsa nacional, ao apreciar 1,7% para 7,221 euros. Os títulos da retalhista estão a corrigir das três sessões em que perdeu mais de 1,5%, após ter registado um novo máximo histórico nos 7,533 euros, no dia 8 de Janeiro. Amanhã a empresa divulga as vendas preliminares de 2009.

A EDP sobe 0,38% para 3,142 euros a contraria a descida da sua participada, EDP Renováveis, que desce 0,36% para 6,875 euros. A REN aprecia 0,07% para 3,032 euros.

Do lado das descidas, destaque para a Portugal Telecom, que recua 0,30% para 8,415 euros e a Zon desce 0,13% para 4,491 euros. A Sonaecom deprecia 0,56% para 1,961 euros.

O sector da banca segue a negociar misto em Portugal, com o BPI a progredir 0,13% para 2,273 euros e o BES a avançar 0,02% para 4,884 euros. Já o BCP recua 0,22% para 0,904 euros.

Veja também:

As cotações de todas as acções da Bolsa portuguesa

O resumo do dia do índice PSI-20

As maiores subidas e maiores descidas do PSI-20

Os preços-alvo para as cotadas portuguesas

As estatísticas das acções portuguesas

A análise técnica de todas as cotadas portuguesas

A evolução de todos os fundos comercializados em Portugal

Ver comentários
Outras Notícias