Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Galp, JM e banca pressionam bolsa nacional

O PSI-20 fechou com uma queda ligeira, pressionado essencialmente pela Galp Energia, Jerónimo Martins e pelo sector da banca. Na Europa, o dia foi de ganhos para a maioria so índices do velho continente.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 11 de Outubro de 2010 às 16:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...
O principal índice da bolsa nacional (PSI-20) negociou nos 7.778,16 pontos, com 11 acções em queda, sete a subir e duas inalteradas.

As bolsas do velho continente, à excepção da portuguesa e espanhola valorizaram, prolongando, assim, a maior subida semanal no espaço de um mês.

Por cá, a Galp Energia foi o título que mais pressionou com uma desvalorização de 0,88% para oas 13.52 euros. No restante sector, a *Energias de Portugal* contrariou com um ganho de 0,77% para os 2,62 euros bem como a EDP Renováveis, que avançou 0,57% para os 4,09 euros.

A contribuir para a tendência fechou também a Jerónimo Martins, que caiu 1,10% para os 9,905 euros, depois do banco de investimento UBS ter descido a recomendação da retalhista para “vender”, alegando que não se consegue “justificar o prémio a que a Jerónimo Martins está agora a negociar”.

A revisão em baixa da recomendação está relacionada com os ganhos recentes da retalhista que ascendeu cerca de 70% nos últimos 12 meses e ultrapassou o ritmo de subidas do PSI-20 e das suas pares.



O sector da banca foi também determinante para a queda do PSI-20. O BES perdeu 0,74% para os 3,475 euros, o BPI escorregou 0,64% para os 1,557 euros e o BCP fechou estável nos 0,647 euros.


Do lado dos ganhos de sublinhar a Portugal Telecom, que subiu 0,10% para os 10,205 euros, a Brisa, que ganhou 1,68% para os 5,031 euros e a Sonae SGPS, que apreciou 0,84% para os 0,838 euros.






Ver comentários
Outras Notícias