Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 atinge máximos de Setembro de 2011

Após três sessões em alta, o mercado nacional acumula uma valorização semanal de 4,62%. O PSI-20 voltou a fechar em terreno positivo animado pela Jerónimo Martins e Galp Energia. Mas os destaques da semana foram os títulos do sector bancário.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 11 de Janeiro de 2013 às 17:01

O principal índice da bolsa nacional fechou a sessão de sexta-feira a ganhar 0,98% para os 6.150,17 pontos, com nove cotadas em alta, nove em queda e duas inalteradas. Após três sessões consecutivas em terreno positivo, o PSI-20 encerra a semana com uma valorização de 4,62%.

 

Desde o início de 2013, o mercado português já acumula uma subida de 8,753%, sendo assim o mercado europeu que mais ganha desde o início do ano.

 

Na base deste desempenho positivo está a forte valorização dos títulos do sector bancário. Apesar de na sessão de hoje os títulos da banca terem fechado em queda, BPI, BCP e BES encerram a semana com um balanço francamente positivo.

 

O Banco BPI – que hoje fechou a perder 1,79% para 1,262 euros – foi a cotada que registou a maior valorização semanal - ao subir 26,20% - e é já a que mais ganha desde o início do ano. Na sessão de quinta-feira, cada acção do banco chegou a valer 1,285 euros, o preço mais elevado desde Fevereiro de 2011.

 

O BCP surge como a segunda cotada que mais valorizou esta semana, ao avançar 16,88% para os 0,09 euros. Apesar de terem fechado a sessão de hoje inalterados, as acções continuam nos 9 cêntimos por acção, o nível mais elevado desde Março de 2012.

 

O BES foi o título da banca que hoje mais caiu mas, ainda assim, acumula uma valorização semanal de 15,46%. Os títulos do banco liderado por Ricardo Salgado superaram, na quarta-feira, pela primeira vez a fasquia de 1 euro desde Fevereiro de 2011.   

 

Os ganhos da banca nacional podem ser explicados pela forte queda dos juros da dívida portuguesa – na maturidade a 10 anos as yields renovaram hoje um novo mínimo de Dezembro de 2010 ao tocar nos 6,136% - pelos progressos da Irlanda no regresso aos mercados e pela redução da dependência dos bancos face ao Banco Central Europeu.

 

Jerónimo Martins iguala o fecho mais elevado de sempre

 

O destaque da sessão de sexta-feira foi a Jerónimo Martins, que fechou a valorizar 6,06%. Os títulos da cotada encerraram nos 15,57 euros, igualando o nível de fecho mais elevado de sempre.

 

A impulsionar o mercado português estiveram ainda os títulos da Galp Energia, que subiram 1,93% para os 12,38 euros, e da Portugal Telecom, que valorizaram 0,40% para os 4,217 euros.

 

(Notícia actualizada às 17h13)

 

Ver comentários
Saber mais bolsa nacional PSI-20
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio