Bolsa Ganhos da JM e Nos levam PSI-20 a subir mais de 1%

Ganhos da JM e Nos levam PSI-20 a subir mais de 1%

O principal índice da bolsa de Lisboa está a acentuar os ganhos registados no início da sessão e sobe mais de 1%. Nas restantes praças europeias, o sentimento é também sobretudo de ganhos.
Ganhos da JM e Nos levam PSI-20 a subir mais de 1%
Miguel Baltazar/Negócios
Ana Laranjeiro 08 de janeiro de 2016 às 11:00

A bolsa nacional continua a negociar em alta e acompanha o sentimento das principais praças europeias. O PSI-20 avança 1,28% para 5.206,80 pontos, com 16 cotadas em alta e uma em queda.

Entre as restantes praças europeias, o verde é também a cor dominante, com excepção para o principal índice grego (que cede 0,01%) e para a principal praça holandesa (que desliza 0,40%). A liderar os ganhos no Velho Continente está precisamente a praça lisboeta seguida do germânico DAX, que aprecia 0,79%. O Stoxx 600, índice considerado de referência e que engloba as 600 empresas mais importantes da Europa, soma 0,62%.

Esta evolução das praças do Velho Continente tem lugar depois de a China ter procedido ao cancelamento do sistema automático que suspende a negociação bolsista quando há desvalorizações acima de 7% e que tinha sido accionado já, por duas vezes, esta semana. As incertezas em torno do abrandamento da China têm trazido incertezas para os mercados financeiros, nomeadamente para aqueles que são mais voláteis, como o caso de Xangai. A queda da praça chinesa tem arrastado as restantes bolsas mundiais, incluindo a Europa e a americana Wall Street.

Por cá, em destaque estão os títulos da retalhista Jerónimo Martins e da Nos. A empresa liderada por Pedro Soares dos Santos, e que detém os supermercados Pingo Doce, sobem 3,32% para 12,125 euros. Esta sexta-feira, 8 de Janeiro, o CaixaBI emitiu uma nota de análise em que recomenda "comprar" Jerónimo Martins e onde revela que prevê aumento das vendas. 

A Sonae cresce 1,13% para 1,076 euros. A Nos valoriza 1,98% para 7,214 euros. A Pharol, que revelou ontem que vai avançar com processo contra Deloitte, aprecia 4% para 26 cêntimos. Na banca, o BCP cresce 0,64% para 4,73 cêntimos. Já o BPI cede 0,09% para 1,089 euros.

No sector energético, a Galp Energia soma 1,23% para 9,932 euros numa altura em que os preços do petróleo nos mercados internacionais estão a aliviar um pouco das quedas recentes. O barril de Brent do Mar do Norte, negociado em Londres e que serve de referência para as importações nacionais, valoriza 1,81% para 34,36 dólares.

A EDP aprecia 0,06% para 3,232 euros e a EDP Renováveis sobe 0,66% para 7,281 euros. A REN valoriza 1,45% para 2,86 euros.

No sector da pasta e do papel, a Semapa aprecia 1,40% para 12,715 euros, a Portucel cresce 0,97% para 3,526 euros. A Altri valoriza 1,41% para 4,675 euros. Os CTT avançam 0,74% para 8,424 euros.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI