Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ganhos do grupo EDP anulam perdas da Galp Energia

O principal índice da praça de Lisboa regista uma subida ligeira, impulsionado sobretudo pelos títulos do grupo EDP e da Nos. Entre as restantes praças europeias, não se verifica uma tendência definida.

Miguel Baltazar/Negócios
Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 22 de Julho de 2015 às 12:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • 12
  • ...

A bolsa nacional inverteu a tendência negativa e segue a negociar em alta ligeira. O PSI-20 soma 0,04% para 5.831,20 pontos, com 12 cotadas em queda, cinco em alta e uma inalterada. Entre as restantes congéneres europeias, não se verifica uma tendência definida. O britânico Footsie lidera as desvalorizações no Velho Continente, ao recuar 1,11%, seguido do germânico DAX, que perde 0,58%. O Stoxx 600, índice de referência, desce 0,45%. A excepção na Europa, além de Lisboa, é o espanhol IBEX 35, que avança 0,29%.

As acções europeias estão a recuar depois de a Apple ter revelado um número de vendas de iPhones abaixo do esperado. No terceiro trimestre fiscal, a empresa vendeu 47,5 milhões de iPhones. Face ao período homólogo, este valor representa um aumento de 35%, mas os analistas antecipavam a venda de 48,8 milhões no terceiro trimestre.

Além disso, nas suas estimativas para o quarto trimestre, a tecnológica da maçã avançou com uma previsão entre 49 e 51 mil milhões de dólares, quando o consenso de mercado apontava para 51,1 milhões, o que também desiludiu os investidores.

Na bolsa nacional, os títulos do grupo EDP e da Nos são os que mais impulsionam a negociação. A EDP soma 0,67% para 3,622 euros e a EDP Renováveis avança 1,67% para 6,955 euros. A REN aprecia 0,75% para 2,68 euros. Já a Galp Energia contraria a tendência do sector e recua 2,42% para 10,705 euros.

A Nos avança 0,99% para 7,645 euros. Enquanto a Pharol desce 0,55% para 36,4 cêntimos.

Na banca, o BPI avança 0,19% para 1,076 euros, o BCP soma 0,25% para 7,97 cêntimos e o Banif cresce 1,56% para 0,65 cêntimos.

A Jerónimo Martins valoriza 0,46% para 11,95 euros e a Sonae aprecia 0,86% para 1,292 euros.

No sector do papel, a Portucel recua 1,62% para 3,71 euros. A Semapa desvaloriza 1,54% para 12,505 euros, quando quando faltam três dias para terminar a oferta que Pedro Queiroz Pereira propôs aos accionistas da Semapa para trocarem os seus títulos pelos da Portucel. O Negócios revelou esta semana que por exemplo a Petrus Advisers considera o preço baixo. E, numa carta à administração, pede a Pedro Queiroz Pereira que suba a oferta. Caso contrário, aceitar será um "erro".

Já esta quarta-feira, o Diário Económico revela que o BPI, no entanto, terá já decidido aceitar os termos de troca oferecidos. O BPI tem 11,3% da Semapa. Citando fontes do BPI, não identificadas, o jornal explica que o capital está parqueado em fundos de pensões do BPI e na gestão de activos. "O BPI decidiu aceitar os termos de troca da oferta", revela o Diário Económico. 

A Altri cresce 0,87% para 3,94 euros.

Ver comentários
Saber mais bolsa Galp Energia banca PSI-20 EDP EDP Renováveis
Mais lidas
Outras Notícias