Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

General Motors ajuda Dow Jones na abertura; Nasdaq sobe 0,52% (act.)

As Bolsas norte-americanas iniciaram a sessão em subida com as acções da empresa de telecomunicações móveis Qualcomm a ajudarem o Nasdaq a ganhar 0,52%. O Dow Jones valorizava 0,09% auxiliado pelas acções da General Motors.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 25 de Fevereiro de 2002 às 14:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As Bolsas norte-americanas iniciaram a sessão em subida com as acções da empresa de telecomunicações móveis Qualcomm a ajudarem o Nasdaq a ganhar 0,52%. O Dow Jones valorizava 0,09% auxiliado pelas acções da General Motors.

Na abertura, o Nasdaq [CCMP] marcava os 1.733,49 pontos enquanto o Dow Jones [INDU] subia para 9.976,94 pontos.

A General Motors (GM) reviu em alta as suas estimativas em termos de lucros e produção para 2002, já que as vendas de automóveis saíram acima do esperado.

A GM anunciou igualmente a venda de 2,5 mil milhões de dólares (2,85 mil milhões de euros) em obrigações convertivéis, que posteriormente poderão ser convetidas por acções. Os títulos da GM valorizavam 0,17% para os 53,20 dólares (60,65 euros).

Os lucros da Qualcomm irão ser de 20 cêntimos por acção no segundo trimestre fiscal, em linha com o estimado pelos analistas. As acções da empresa norte-americana do sector das telecomunicações móveis seguiam com um ganho de 8,56% para os 35,51 dólares (40,55 euros).

As acções do J.P. Morgan Chase que na sexta-feira recuaram 3,3%, voltavam a estar pressionadas na abertura, acumulando mais uma descida de 0,71% para 27,99 dólares (43,38 euros).

As contas da instituição relacionadas com as transacções de mercadorias feitas com a falida Enron, estão a ser investidadas pelas entidades reguladoras dos mercados.

O fabricante de «chips» para equipamentos de fibra óptica Vitesse Semiconductor, via os seus títulos recuarem 2,56% para os 7,21 dólares (8,23 euros). A qualidade da dívida da empresa está a ser revista e deverá sofrer uma revisão em baixa de acordo com a agência de «rating» Moodys.

A Caterpillar que integra o Dow Jones Industrial Average, valorizava 2,51% para pos 54 dólares (61,67 euros). O jornal «Barrons» anunciou, citando o presidente e administrador executivo da empresa, que «os resulatdos no primeiro trimestre iriam sair ligeiramente acima do antecipado». A Caterpillar fabrica maquinarias pesadas.

No sector das telecomunicações, a Qwest Communicações valorizava 036% para os 8,30 dólares (9,47 euros), enquanto a WorldCom ganhava 3,39% para os 7,35 dólares (8,39 euros). Segundo o jornal «Finantial Times», ambas as empresas terão que baixar o nível do «goodwiil» (diferença entre o valor pago e o valor contabilístico dos activos) até ao final do ano, fece às alterações nas regras de contabilidade.

A retalhista de produtos para o lar, Lowes Companies apresentou, ainda antes da abertura, lucros que superaram as estimativas. A empresa anunciou que espera voltar a surpresender os analistas com as suas vendas em 2002. As acções da empresa seguiam com uma valorização de 2,91% para os 47,39 dólares (54,12 euros).

Outras Notícias