Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Grupo EDP ajuda PSI-20 na mais longa série de ganhos em 4 meses

A bolsa portuguesa fechou com ganhos ligeiros, somando a sétima sessão consecutiva de ganhos, o que constitui a mais longa série desde meados de abril.

A partir de março de 2022, o índice de referência nacional muda de nome e passa a chamar-se apenas PSI.
Miguel Baltazar
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 13 de Agosto de 2021 às 16:51
  • Partilhar artigo
  • 43
  • ...
O PSI-20 despediu-se da semana com uma subida de 0,17%, para 5.221,15 pontos, registando a sétima sessão consecutiva de ganhos, naquela que é a mais longa série positiva desde meados de abril.

A dar força ao índice da praça lisboeta esteve o Grupo EDP, com a cotada da área das renováveis a subir 0,99%, para 20,40 euros, enquanto a casa-mãe avançou 0,20%, para os 4,509 euros. 

As maiores valorizações do dia pertenceram, contudo, à Mota-Engil e à Ibersol. A construtora ganhou 1,82%, para 1,34 euros, ao passo que a Ibersol avançou 1,67%, para os 6,10 euros.

Ainda pela positiva destacaram-se a Semapa (+1,22%), Corticeira Amorim (+1,21%), bem como a Nos, que valorizou 0,77%, e a Sonae, que subiu 0,63%, tendo a outra cotada do retalho, a Jerónimo Martins, fechado nos 17,545 euros, a ganhar 0,09%.

A limitar o desempenho da bolsa portuguesa estiveram as ações do BCP, que recuaram 1,01%, para os 12,71 cêntimos, dos CTT, que cederam 0,90%, para 4,41 euros, e ainda as da Galp, com uma queda de 0,21%, fechando nos 8,608 euros.
Ver comentários
Outras Notícias