Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Grupo EDP pressiona PSI-20 para fecho negativo

O PSI-20 encerrou no vermelho, pressionado pelo grupo EDP. O principal índice da bolsa de Lisboa cedeu 0,17% num dia em que as praças europeias tiveram desempenho misto.

A bolsa portuguesa tem sido incapaz de atrair novas empresas para o mercado de capitais português.
Miguel Baltazar
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 10 de Junho de 2021 às 16:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • 23
  • ...
O PSI-20 terminou a sessão desta quinta-feira, feriado nacional e por isso com menor volume de negociação, a ceder 0,17%, para os 5.104,84 pontos. Das 18 cotadas, oito fecharam positivas, três inalteradas e sete em queda.

A pressionar o índice esteve o grupo EDP, com a EDPR a recuar quase 2,4%.

O braço das renováveis da elétrica perdeu 2,37%, para os 18,52 euros. Também a EDP viveu um dia negativo, caindo 0,86%, para os 4,488 euros.

Ainda no setor energético, a Galp avançou 0,17%, beneficiando da subida do preço do crude e fechando nos 9,644 euros, já a REN terminou a jornada inalterada, nos 2,275 euros.

A limitar os "estragos" estiveram as ações dos CTT, com uma valorização de 1,51%, para os 4,380 euros, renovando máximos desde outubro de 2017. A Nos avançou 1,35%, para os 2,994 euros, beneficiando do sentimento positivo no setor das telecomunicações após a Altice ter comprado 12,1% do capital da British Telecom.

No retalho, a Jerónimo Martins deslizou 0,25%, para os 15,82 euros, ao passo que a Sonae ganhou 0,06%, terminando o dia nos 0,794 euros.

Nota ainda para a subida de 0,71% do BCP, para os 15,68 cêntimos, ajudado pela revisão em alta da recomendação e do preço-alvo do Bank Millenium, o banco polaco controlado pela instituição liderada por Miguel Maya.
Ver comentários
Outras Notícias