Bolsa Impasse nas negociações comerciais dá sessão morna a Wall Street

Impasse nas negociações comerciais dá sessão morna a Wall Street

As bolsas norte-americanas encerraram a revelar uma tendência mista, mas sem oscilações expressivas, numa altura em que domina a prudência perante indicações de um atraso nas negociações comerciais entre os EUA e a China.
Impasse nas negociações comerciais dá sessão morna a Wall Street
Reuters
Carla Pedro 14 de março de 2019 às 20:05

O Dow Jones fechou a subir 0,03% para 25.709,73 pontos e o Standard & Poor’s 500 deslizou 0,09% para 2.808,48 pontos.

 

O S&P 500 fechou assim no vermelho, depois de três sessões consecutivas de ganhos, mas conseguiu aguentar-se acima do patamar dos 2.800 pontos.

 

O tecnológico Nasdaq Composite, por seu lado, terminou a resvalar 0,16%, para 7.630,91 pontos.

 

A contribuir para a sessão morna do outro lado do Atlântico, reflexo de uma maior prudência dos investidores, está a falta de informações na frente comercial.

 

Um relatório da Bloomberg dando conta de um provável atraso nas conversações comerciais entre Washington e Pequim, a par com novos dados que revelaram uma fraca venda de casas novas nos Estados Unidos, foi o suficiente para mexer com as bolsas em Wall Street.

 

Os dados que revelam que a produção industrial na China cresceu 5,3% em janeiro e fevereiro, o ritmo mais lento de expansão em 17 anos, é também motivo de preocupação, comentou á Reuters a principal estratega da Invesco, Kristina Hooper.

 

Embora os estímulos fiscais e monetários da China devam, com o tempo, melhorar o cenário económico do país, de momento as tensões comerciais Washington-Pequim e os receios de uma desaceleração económica mundial estão a dominar o sentimento dos investidores.




Marketing Automation certified by E-GOI