Bolsa Investidores tiram uma "fatia" de 10% à Telepizza

Investidores tiram uma "fatia" de 10% à Telepizza

As acções da cadeia de "fast food" arrancaram a negociação na bolsa espanhola em forte queda, depois de uma oferta pública de venda em que os títulos foram vendidos no limite inferior do intervalo: 7,75 euros.
Paulo Moutinho 27 de abril de 2016 às 10:46

A Telepizza já está (novamente) em bolsa. Arrancou a negociação na bolsa madrilena com estrondo, mas não no bom sentido. Os títulos da cadeia de "fast food" afundaram no arranque das transacções, com os investidores a tirarem uma "fatia" de 10% ao valor da empresa espanhola.

A  banda de preços tinha sido estabelecida entre os 7,75 e 8,75 euros por acção. Apesar da procura ter superado várias vezes a oferta, os bancos colocadores preferiram uma abordagem conservadora no preço inicial: 7,75 euros. No arranque da negociação, afundam 10% para 7,00 euros. Chegaram a cair um máximo de 12,9% no regresso à bolsa de Madrid.

A empresa regressou ao mercado com uma avaliação de 780,60 milhões de euros, valor esse que já encolheu neste primeiro dia de negociação no mercado. A Telepizza saiu do mercado em 2007, altura em que foi comprada por 850 milhões por Pedro Ballvé e pelo fundo de "private equity" Permira em Julho de 2006.

Esta estreia negativa acontece num dia que até está a ser de ganhos, ainda que ligeiros, para grande parte das bolsas europeias. Enquanto o Stoxx 600 soma 0,02%, o Ibex-35, de Madrid, segue a valorizar 0,52%.




Marketing Automation certified by E-GOI