Bolsa Jerónimo Martins e EDP puxam por Lisboa

Jerónimo Martins e EDP puxam por Lisboa

Em dia verde para a Europa, o principal índice nacional alinha na tendência positiva e segue a somar, com a Jerónimo Martins e a EDP a impulsionar os ganhos.
A carregar o vídeo ...
Ana Batalha Oliveira 21 de junho de 2018 às 08:09

A bolsa nacional avança 0,20% para os 5545,29 pontos, com oito cotadas a subir, seis a descer e quatro inalteradas. Na Europa, o sentimento é igualmente positivo. O Stoxx600 avança 0,32% para 385,51 pontos.


Por cá, Jerónimo Martins e EDP puxam pelo PSI-20, com a retalhista a subir 0,65% para os 13,08 euros e a EDP a apreciar 0,51% para os 3,376 euros. A empresa liderada por Soares dos Santos continua desta forma a recuperar do mínimo histórico que atingiu esta terça-feira, depois de um ciclo de quedas de 4 sessões que contribuiu para uma desvalorização de 20% da cotada desde o início do ano.

A EDP também volta a terreno positivo depois de duas sessões com sinal negativo. A eléctrica avança em contramão com o petróleo, que se encontra a perder 0,92% para os 74,05 dólares. Após o fecho da sessão anterior, a cotada liderada por António Mexia anunciou a realização de uma emissão de 750 milhões de euros em dívida de longo prazo, com um custo de 1,67%, com o objectivo de "financiar as necessidades decorrentes da actividade normal da empresa, permitindo alongar o seu prazo de maturidade e reforçar a flexibilidade financeira", nota o BPI.

Numa nota mais negativa, o valor dos títulos do BCP desce 0,11%. "O BCP deverá continuar a ser condicionado pela envolvente externa e pelo comportamento do seu sector que recentemente tem registado uma underperformance", comentam os analistas do BPI no Diário de bolsa desta manhã. O banco tem sido tema pela alegada intenção, divulgada pela Bloomberg, de comprar a unidade polaca da Société Général.

A liderar as perdas está ainda a Pharol, que cai 2,53% para os 25,05 cêntimos. "A Pharol deverá continuar a espelhar a volatilidade do real que, ontem após o fecho europeu, desvalorizou cerca de 1% face ao euro", explicam os analistas do BPI.

(Notícia actualizada às 08:25)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI