Bolsa Jerónimo Martins sustenta PSI-20 com subida superior a 1%

Jerónimo Martins sustenta PSI-20 com subida superior a 1%

O índice nacional alinha-se com a Europa em terreno positivo, na primeira sessão depois de o Parlamento britânico ter concordado em adiar o Brexit. A Jerónimo Martins é a cotada que se distingue no verde.
Jerónimo Martins sustenta PSI-20 com subida superior a 1%
Miguel Baltazar/Negócios
Ana Batalha Oliveira 15 de março de 2019 às 08:13
A bolsa nacional abriu em alta, com o principal índice, o PSI-20, a somar 0,02% para os 5.272,53 pontos. São seis as cotadas que seguem a subir, nove a descer e três inalteradas. 

Na Europa, o sentimento é igualmente positivo, na primeira sessão após o Parlamento britânico ter aprovado a moção que permite que Londres solicite a Bruxelas o adiamento do Brexit. Fica ainda por saber a duração do adiamento. "Arquivada momentaneamente a questão do Brexit, os investidores europeus irão centrar-se em temas macroeconómicos", preveem os analistas do BPI, na nota diária publicada esta sexta-feira, 15 de março. 

Por cá, a Jerónimo Martins é o "peso pesado" que mais puxa pelo PSI-20, ao somar 1,18% para os 13,28 euros. A contribuir para o desempenho positivo do PSI-20 está também o BCP, que avança 0,18% para os 23 cêntimos. 

Já a pesar negativamente no PSI-20 está o grupo EDP, com a EDP Renováveis a perder 1,48% para 8,63 euros e a EDP a ceder 0,27% para os 3,34 euros. Em destaque nas quedas está ainda a Altri, que corrige nesta sessão os ganhos substanciais do dia anterior. A produtora de pasta de papel fechou a última sessão a somar acima de 8%, isto depois de ter chegado a ganhar mais de 10% para máximos de novembro. A Altri beneficiou do facto de ter reportado lucros de quase 195 milhões de euros em 2018.

(Notícia atualizada às 08:20)



Marketing Automation certified by E-GOI