Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Jerónimo Martins e Galp Energia levam bolsa nacional a subir quase 1,5%

O principal índice da bolsa de Lisboa está novamente a acentuar os ganhos, subindo perto de 1,5%, impulsionado pela Jerónimo Martins e Galp. Entre as restantes congéneres europeias, o verde é a cor dominante.

Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 21 de Setembro de 2015 às 14:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 22
  • ...

O PSI-20 soma 1,45% para 5.148,72 pontos, com 14 empresas em alta e quatro em queda. Entre as restantes praças do Velho Continente, o sentimento é sobretudo de ganhos. O principal índice holandês lidera as valorizações na Europa ao somar 1,79%, seguido do francês CAC 40, que sobe 1,46%, e de Lisboa, que avança 1,45%. O Stoxx 600, o índice de referência, soma 1,26%. A excepção a esta tónica positiva é o principal índice grego, que desce 0,76%.

As acções europeias estão assim a recuperar depois de a Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed) ter decidido, na semana passada, manter a sua política monetária, o que levantou dúvidas nos investidores sobre a evolução da economia mundial. Um outro evento a marcar o dia foram as eleições legislativas na Grécia. Os gregos voltaram a eleger o Syriza de Alexis Tsipras. Ainda assim, Tsipras não obteve votos para conseguir uma maioria absoluta, tendo já anunciado uma coligação com o partido Gregos Independentes. A tomada de posse de Alexis Tsipras deverá ser às 18h, hora de Lisboa.

Ainda em destaque nas praças europeias está a Volkswagen, cujas acções estão a tombar mais de 20% depois de a empresa ter admitido irregularidades com os testes às emissões em carros a diesel nos Estados Unidos.

Na bolsa de Lisboa, os títulos da Jerónimo Martins e da Galp Energia são os que mais impulsionam a negociação. Assim, a retalhista liderada por Pedro Soares dos Santos avança 1,78% para 12,295 euros. A concorrente Sonae cresce 2,21% para 1,108 euros.

Na energia, a Galp Energia valoriza 1,75% para 9,302 euros. No grupo EDP, a casa-mãe aprecia 1,40% para 3,111 euros enquanto que a EDP Renováveis sobe 1,85% para 6,00 euros. A REN ganha 0,60% para 2,67 euros.


Em destaque pela positiva na praça nacional está também o sector financeiro, com o BPI a valorizar 2,2% para 92,9 cêntimos. O BCP avança 0,80% para 5,03 cêntimos e o Banif cresce 2,50% para 0,41 cêntimos. Esta evolução da banca nacional tem lugar depois de na passada sexta-feira, 18 de Setembro,  a agência S&P ter elevado o rating de Portugal de "BB" para "BB+".

 

Os analistas não esperavam qualquer mexida no "rating" devido à proximidade das eleições. A agência de notação financeira sustenta a sua decisão de subir o rating com o facto de "a actividade económica e a consolidação orçamental em Portugal estarem a recuperar, em linha com as expectativas, colocando o rácio da dívida pública numa trajectória descendente após 15 anos consecutivos de aumentos".

 

No sector do papel, a Altri sobe 2,30% para 3,779 euros. O Santander subiu, esta segunda-feira, o preço-alvo da Altri devido a perspectivas para o preço da pasta. A Semapa avança 1,35% para 11,97 euros e a Portucel cresce 2,07% para 3,108 euros.

 

A Nos soma 0,95% para 7,20 euros. A Pharol recua 1,71% para 28,7 cêntimos.

 

Os CTT somam 1,39% para 10,07 euros.

Ver comentários
Saber mais bolsa Galp Energia banca PSI-20 Jerónimo Martins
Outras Notícias