Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

JPMorgan: Fundo de Recuperação da UE era necessário para complementar estímulos

A gestora de ativos do JPMorgan está "muito otimista" para a implementação do Fundo de Recuperação aprovado no plano europeu.

Reuters
Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 21 de Outubro de 2020 às 11:32
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Fundo de Recuperação europeu no valor de 750 mil milhões de euros aprovado para responder aos problemas causados pela pandemia da covid-19 é um programa "muito importante" e dá um sinal de união que há muito tempo era esperado pelos investidores, considera a JPMorgan AM.

 

"Estamos muito otimistas para este plano. Dá um sinal muito positivo para a união monetária no euro", admitiu Elena Domecq, numa videoconferência com jornalistas, referindo-se ao Fundo de Recuperação da União Europeia.

 

A estratega para Portugal da JPMorgan AM acrescenta que este Fundo "é muito importante" e "era algo muito necessário para complementar a estratégia de estímulos", assim como um sinal de união na Europa.

 

Já em relação aos estímulos monetários, a mesma especialista está convicta que os bancos centrais vão manter o suporte à economia e que, apesar do Banco Central Europeu ter tido um discurso menos expansionista na reunião de setembro, estará pronto para agir caso a recuperação da economia não evolua no sentido desejado.

 

Face à resposta inédita de responsáveis políticos e bancos centrais a esta crise, a gestora de ativos do banco norte-americano mantém uma abordagem mais focada em ações, mesmo admitindo que permanecem alguns riscos de curto prazo que podem causar instabilidade, como a segunda vaga do vírus e as eleições norte-americanas.

Ver comentários
Saber mais JPMorgan Elena Domecq bolsa Fundo de Recuperação estímulos bancos centrais
Outras Notícias