Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lisboa cai mais de 1% numa sessão em que só a Soares da Costa escapa

A bolsa nacional acentuou a tendência negativa registada no arranque da negociação, com o PSI-20 a perder 1,38% e a acompanhar a movimentação negativa das restantes praças europeias. Em Lisboa, os sectores da banca e da energia são os mais penalizados, nu

Paulo Moutinho 13 de Março de 2008 às 10:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional acentuou a tendência negativa registada no arranque da negociação, com o PSI-20 a perder 1,38% e a acompanhar a movimentação negativa das restantes praças europeias. Em Lisboa, os sectores da banca e da energia são os mais penalizados, numa sessão em que apenas uma cotada, a Soares da Costa, escapa a um novo dia de fortes quedas.

O índice principal [psi20] recuava para os 10.352,06 pontos, acumulando já uma desvalorização de mais de 20% no ano, num dia em que foram negociados, até ao momento, 47 milhões de euros em acções. Na Europa, os principais índices seguiam com perdas superiores a 2%, penalizados pelo sector financeiro e também pelo novo recorde do euro face ao dólar.

Em Lisboa, a banca também está a penalizar. O Banco Comercial Português (BCP) [bcp] deslizava 1,64% para 1,80 euros, no dia em que se completam dois anos desde o lançamento da OPA sobre o rival BPI. O banco liderado por Fernando Ulrich seguia em queda de 1,62% para 3,345 euros, enquanto o BES [besnn] caía mais de 2,5% e estava a ser negociado nos 11,37 euros.

Além da banca, também o sector energético contribuía para a descida de mais 1% da bolsa nacional, com a Energias de Portugal [edp] a recuar 1,96% para os 3,76 euros e a Galp Energia [galp pl] a ceder 1,6%, um dia depois do petróleo ter atingido novos máximos históricos, negociando acima dos 110 dólares por barril no mercado norte-americano.

A tendência é, na generalidade, de queda. Destaque para as descidas de mais de 2% Jerónimo Martins [jmar], da Mota-Engil [egl] e também da Teixeira Duarte [txde] que perdia mais de 3% para 1,29 euros. Na construção, a Soares da Costa [sco] avançava 0,68% para 1,48 euros e era a única cotada do índice principal a conseguir valorizar, na sessão de hoje.

Em "terreno" negativo estavam também os títulos da "família" Sonae, com a "holding" a perder 0,79% e a Sonae Capital [sonc], que ontem apresentou contas que o BPI considera "difíceis de ler", a recuar 2,65% para os 1,47 euros. A Sonaecom [snc] seguia em queda de 1,56%, tendência seguia pela Zon e pela Portugal Telecom.

A dona da TV Cabo perdia 1,74% para 7,36 euros, tendo atingido um novo mínimo de Outubro de 2003, no dia em que anunciou que concluiu a aquisição da TV Tel por uma soma de 98 milhões de euros. A Portugal Telecom [ptc], que ontem negociou em mínimos de 2006, seguia em queda de 0,19% para os 7,745 euros.

Nota ainda para a Altri [altr] que recuava 2,4% para 4,465 euros, depois de ontem ter apresentado as suas contas de 2007, números que não agradaram aos analistas. A Cofina [cofi], empresa que também é liderada por Paulo Fernandes, seguia em alta de 2,21%, fora do PSI-20, no dia em que vai apresentar os seus resultados do exercício do ano passado.

Fora do PSI-20, destaque também para a SAG [sag]. A empresa liderada por Esmeralda Dourado revelou um crescimento nos seus lucros para 40 milhões de euros, número que está a ser bem recebido no mercado, com as acções a valorizar 4,86% para 1,94 euros, tendo chegado a ganhar mais de 8% durante a sessão.

Outras Notícias