Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Maior tranquilidade com ómicron permite recuperação do PSI-20

A bolsa portuguesa acompanhou a tendência de recuperação das principais praças europeias depois das fortes quedas da passada sexta-feira, com o alarme em torno da nova variante do SARS_CoV_2, a ómicron.

Sérgio Lemos
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 29 de Novembro de 2021 às 16:45
  • Partilhar artigo
  • 9
  • ...
O PSI-20 terminou o dia a subir 0,71%, para os 5.463,39 pontos, com 14 cotadas em alta, duas inalteradas - Ibersol e CTT - e três no vermelho. A praça portuguesa acompanhou as congéneres europeias que recuperaram após as fortes quedas de sexta-feira devido às notícias sobre a nova variante do coronavírus, designada ómicron.

A liderar os ganhos estiveram duas cotadas ligadas ao setor do papel: a Altri, que subiu 2,49%, para 4,942 euros, e a Semapa, que avançou 1,58%, para os 11,58 euros.

Ainda com subidas acima de 1% surgem mais seis cotadas, destacando-se a Galp, que ganhou 1,48%, para os 8,39 euros, beneficiando da subida dos preços do petróleo, bem como a Greenvolt (+1,32% para 6,12 euros).

Também as retalhistas Sonae e Jerónimo Martins subiram mais de 1%, com a dona do Modelo Continente a avançar 1,32%, para 0,957 euros, e a dona do Pingo Doce a ganhar 1,27%, para 19,50 euros.

O BCP, por seu turno, ganhou 1,12%, cotando nos 14,44 cêntimos.

Entre os pesos pesados, o grupo EDP viveu um dia dividido: a casa-mãe subiu 0,33%, para 4,866 euros, enquanto a EDPR cedeu 0,44%, fechando nos 22,46 euros.

Além da empresa de renováveis, terminaram o dia no vermelho a Corticeira Amorim e a Mota-Engil, com quedas de 0,73% e de 0,40%, respetivamente.
Ver comentários
Outras Notícias