Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Matérias-primas e optimismo em relação à economia animam bolsas dos EUA

As principais praças bolsistas norte-americanas fecharam em terreno positivo, marcando assim o terceiro mês consecutivo de ganhos, sustentadas pela subida de preços das matérias-primas, sobretudo do petróleo e dos metais industriais, e pelos lucros melhores do que o esperado da Dell.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 29 de Maio de 2009 às 21:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
As principais praças bolsistas norte-americanas fecharam em terreno positivo, marcando assim o terceiro mês consecutivo de ganhos, sustentadas pela subida de preços das matérias-primas, sobretudo do petróleo e dos metais industriais, e pelos lucros melhores do que o esperado da Dell.

Além disso, a convicção de uma retoma económica a nível mundial e a subida das “yields” das obrigações ajudaram a impulsionar os mercados do outro lado do Atlântico.

O Dow Jones encerrou a ganhar 1,15%, fixando-se nos 8.500,57 pontos. O S&P 500 subiu 1,36% para 919,15 pontos.

O índice tecnológico Nasdaq fixou-se em 1.774,33 pontos, com uma valorização de 1,29%.

Os títulos petrolíferos estiveram em forte alta, animados pelo facto de o crude ter superado os 66 dólares por barril em Nova Iorque.

O bom desempenho da generalidade das matérias primas – o índice CRB Reuters/Jefferies registou o maior ganho mensal desde 1974 - teve mais influência na tendência das bolsas do que a contracção de 5,7% da economia norte-americana no primeiro trimestre – um dado divulgado pelo Departamento do Comércio e que ficou abaixo do previsto pelo governo mas acima da média estimada pelos economistas.

Veja também:

As cotações dos principais índices

A evolução das acções do Dow Jones e Nasdaq 100


Ver comentários
Outras Notícias