Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Máximos de cotadas elevam bolsa para níveis de 2001

A Euronext Lisbon negociava nos valor mais altos de quatro anos animada pela PT, Grupo Sonae e EDP, empresas que atingiam máximos. O PSI-20 avançava para os 8.271,65 pontos.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 07 de Dezembro de 2005 às 10:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Euronext Lisbon negociava nos valor mais altos de quatro anos animada pela PT, Grupo Sonae e EDP, empresas que atingiam máximos. O PSI-20 avançava para os 8.271,65 pontos.

O principal índice nacional [psi20] subia para os 8.271,65 pontos, depois de ter renovado o máximo de Junho de 2001, aproximando-se dos 8.300 pontos, com 10 acções a subir, seis a cair e quatro a cair.

A Portugal Telecom (PT) [ptc] valorizava 1,49% para os 8,20 euros, a recuar dos 8,22 euros, o valor mais elevado desde Junho. As acções da operadora de telecomunicações nacional está a beneficiar de recomendações de algumas casas de investimento depois do anuncio de reestruturação das participadas brasileiras.

O Deutsche Bank reviu em alta a recomendação e o preço-alvo para as acções da PT com base no anúncio de reestruturação das participadas brasileiras. O novo preço-alvo para os títulos é de 8,40 euros.

O aumento do preço-alvo e do ‘rating’ da PT «reflecte a proposta de simplificação da estrutura do grupo Vivo», segundo o «research» do Deutsche Bank.

A Energias de Portugal (EDP) [edp] ganhava 0,39% para os 2,55 euros, depois de ter renovado o máximo de Outubro de 2001 ao tocar nos 2,56 euros, numa altura em que já foram negociados quase 12 milhões de acções.

A venda da participação de 14,27% da EDP na Galp ao Grupo Amorim por 720,5 milhões de euros fez subir as acções da eléctrica para máximos de Outubro de 2001. «O preço de compra e venda das acções no âmbito da presente transacção é de 702,5 milhões de euros correspondendo a um valor total da Galp de aproximadamente 5,050 mil milhões de euros», afirma a eléctrica nacional.

A venda da participação na Galp ao Grupo Amorim vai permitir à EDP a realização de uma mais valia de cerca de 398 milhões de euros, depois de impostos.

Grupo Sonae renova máximos de mais de cinco anos

O Grupo Sonae renovava máximos com a Sonae SGPS [son] a subir 1,33% para os 1,52 euros, o valor mais elevado desde Novembro de 2000, e a Sonae Industria [sona] a ganhar 4,99% para os 6,94 euros, o nível mais elevado desde Junho de 2000.

O Banco Comercial Português (BCP) [bcp] seguia inalterado nos 2,10 euros, depois de ter anunciado que estima encaixar uma mais valia de 127 milhões de euros com a venda da participação de 10% na companhia de seguros polaca PZU pelo Bank Millennium, segundo o comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A restante banca seguia a valorizar com o Banco Espírito Santo (BES) [besnn] a subir 0,45% para os 13,34 euros e o Banco BPI [bpin] a avançar 0,27% para os 3,73 euros.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias