Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Medo da inflação e volatilidade abalam Wall Street

As bolsas do outro lado do Atlântico encerraram em baixa, com os receios em torno da inflação a mexerem com o sentimento dos investidores e a darem ao Dow e ao S&P 500 a pior semana em oito e quatro meses, respetivamente.

As principais bolsas mundiais registam ganhos em 2021, com mercados como Wall Street e o alemão Dax a renovarem sucessivos recordes.
Courtney Crow/EPA
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 18 de Junho de 2021 às 21:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O Dow Jones fechou a ceder 1,58%, para se fixar nos 33.290,08 pontos, tendo registado a pior semana desde outubro. Hoje, das suas 30 cotadas, 29 encerraram no vermelho.

 

Já o Standard & Poor’s 500 mergulhou 1,31%, para 4.166,45 pontos.No cômputo das cinco sessões perdeu 1,9%, a maior queda semanal desde fevereiro.

 

Por seu lado, o tecnológico Nasdaq Composite perdeu 0,92% para 14.030,38 pontos.

 

Os índices foram uma vez mais pressionados pelos receios em torno da inflação, reforçados depois de a Fed ter revisto em alta na quarta-feira a sua estimativa para este indicador em 2021, apontando para 3,4%.

 

A volatilidade esteve hoje bem presente em Wall Street e o facto de ser dia de "bruxaria quádrupla" ("quadruple witching") contribuiu para essa tendência. E quádrupla porque se deu o vencimento simultâneo de quatro contratos: futuros e opções sobre índices de ações e futuros e opções sobre acções, tanto nos EUA como na Europa.

 

Mas o que mais abalou as bolsas na sessão desta sexta-feira foram os comentários do presidente da Fed de St. Louis, James Bullard, que disse na CNBC que vê um aumento inicial da taxa diretora a acontecer no final de 2022. Isto depois de a Fed na quarta-feira ter dito que em finais de 2023 poderia subir os juros diretores duas vezes – o que já tinha desanimado o mercado, uma vez que em março o banco central tinha apontado para 2024 o início do aumento da taxa dos fundos federais.

Ver comentários
Saber mais Wall Street Standard & Poor's 500 Nasdaq Composite Dow Jones bolsa EUA
Outras Notícias