Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mota-Engil aproveitou quedas para reforçar ações próprias

A construtora aproveitou a fraqueza das cotações, nos últimos dois meses de 2018, para reforçar a compra de ações próprias e dar um sinal de confiança aos investidores.

A construtora apresentou perspectivas favoráveis para África e Portugal. No continente africano, a carteira de encomendas atingiu máximos com novos projectos em vários países. Para Portugal, a expectativa é de recuperação, com destaque para os concursos previstos para o novo aeroporto e um novo hospital em Lisboa e as licenças para a construção de novos hotéis na capital e no Porto. A recomendação é de 'neutral' e o preço-alvo de três euros.
Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 08 de Março de 2019 às 07:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
A Mota-Engil tem estado ativa, nos últimos meses, no mercado, a comprar ações da própria empresa. Apenas em novembro e dezembro, a empresa foi por 11 vezes ao mercado, tendo investido perto de dois milhões de euros na compra de ações próprias.

1.175.387. É o número de ações próprias que a Mota-Engil adquiriu entre novembro e dezembro de 2018, segundo os números divulgados à Comissã...
Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais Mota-Engil bolsa ações Gonçalo Moura Martins
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias