Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BPI atinge máximos de nove meses com negociações para venda ao CaixaBank

As negociações reflectem notícias desta terça-feira que dão o acordo entre CaixaBank e Santoro próximo de estar fechado, resolvendo a sobre-exposição do BPI ao mercado angolano.

Miguel Baltazar/Negócios
Paulo Zacarias Gomes paulozgomes@negocios.pt 16 de Março de 2016 às 08:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

Os títulos do BPI abriram a sessão desta quarta-feira, 16 de Março, a valorizar mais de 3%, depois de esta terça-feira estar dado como próximo um acordo entre os dois principais accionistas do banco para resolver a exposição excessiva a Angola e após o CaixaBank (maior accionista) ter vindo esta manhã dizer ao mercado que ainda não há entendimento apesar de prosseguirem as negociações.

Os papéis do banco liderado por Fernando Ulrich valorizavam 5,99% para os 1,29 euros às 8:48, chegando aos primeiros minutos de negociação a estender os ganhos, para os 6,56% para 1,299 euros. A acção toca assim máximos de Junho do ano passado.

O valor fica a dez cêntimos do que os analistas do Haitong indicam como podendo ser o preço máximo da oferta pelos títulos, os 1,329 euros oferecidos no ano passado na OPA.
 

A imprensa avançou esta terça-feira que o acordo entre as duas partes, que permitiria reduzir a exposição excessiva do BPI a Angola por via do BFA e clarificar o controlo do banco por parte dos catalães ao desfazer a limitação de votos, estava na sua recta final. 


O Negócios sabe que já há um entendimento sobre o preço a que será feita a compra das acções da Santoro (segundo maior accionista) por parte dos catalães e sobre o valor a pagar pela empresária Isabel dos Santos para controlar o Banco Fomento Angola (BFA). Para fechar o acordo são necessários ainda um conjunto de passos, nomeadamente autorizações. Um dos pontos mais difíceis das negociações foi a venda da posição do BPI no BFA.

Segundo o acordo que está a ser ultimado entre os dois maiores accionistas do BPI, o banco venderá a posição de controlo que tem no BFA a Isabel dos Santos, que já controla 49,9% desta instituição. Além disso, a empresária angolana vende a sua posição no BPI ao CaixaBank, deixando o caminho livre para que o grupo catalão passe a controlar o quinto maior banco português, eliminando o limite de votos existente na instituição.

Após as notícias de ontem, esta quarta-feira antes da abertura das negociações em Lisboa o CaixaBank veio garantir que, apesar de decorrerem as negociações, ainda não há acordo e que as conversações continuam. 

(notícia actualizada às 8:49 com novas cotações)

Ver comentários
Saber mais BPI Angola BFA Santoro Isabel dos Santos mercado financeiro economia negócios e finanças CaixaBank
Mais lidas
Outras Notícias