Bolsa Operador provoca erros no preço de fecho da Apple, Google entre outras cotadas

Operador provoca erros no preço de fecho da Apple, Google entre outras cotadas

A Apple, a Alphabet, dona do Google, e outras empresas de grande dimensão tiveram uns minutos finais de negociação bizarros na terça-feira, com as falhas nos dados a penalizaram as bolsas americanas.
Operador provoca erros no preço de fecho da Apple, Google entre outras cotadas
Reuters
Bloomberg 14 de agosto de 2019 às 10:27

O drama chegou mesmo no final da sessão, depois de um dia e que a Apple negociou tranquilamente acima dos 208 dólares durante horas, registando uma subida superior a 4%. Quando as 16h chegaram – hora de fecho das bolsas americanas – as ações afundaram num instante para os 200,48 dólares, o preço exato a que os títulos terminaram na sessão de segunda-feira. Minutos depois o preço de fecho foi corrigido para 208,97 dólares.

 

Muitas cotadas acompanharam esta rota. De acordo com o Nasdaq, uma das maiores operadoras de bolsa dos EUA, foram afetadas 80 empresas, 13 das quais cotadas no Nasdaq. Em causa estiveram cotadas como a Alphabet, dona do Google, a IBM e o Bank of America.

 

O problema, segundo Ed Coughlin, responsável dos serviços de negociação do Nasdaq, esteve relacionado com um operador que reportou preços incorretos, com base nos valores de fecho de segunda-feira. O Nasdaq notificou a corretora em causa do erro e o operador cancelou, consequentemente, as operações com o preço errado e voltou a submeter com os valores corretos, explicou Ed Coughlin, que recusou identificar o operador.

 

As operações incorretas "acontecerem depois do mercado ter fechado e não tiveram impacto na negociação contínua", acrescentou o responsável.

 

Esta questão ocorreu um dia depois de terem sido observados erros na New York Stock Exchange que atrasaram o cálculo dos valores de fecho do S&P500 e do Dow Jones. E apenas horas depois de um outro problema nos índices S&P Dow Jones que não permitiram ao S&P500 e ao Dow Jones de atualizar durante cerca de 15 minutos no arranque do dia.


"A nossa equipa de gestão dos índices já resolveu o problema", afirmou April Kabahar, da S&P Dow Jones.

 

Apesar de raros, os problemas com os preços das ações têm afetado pontualmente as infraestruturas das ações dos EUA na era eletrónica. Em agosto de 2013, um erro informático congelou milhares de cotadas no Nasdaq durante três horas. A New York Stock Exchange suspendeu a negociação durante três horas e meia, em julho de 2015, devido a um problema informático.

(Texto original: Traders See Price Errors at Close in Apple, Google, Others)




Marketing Automation certified by E-GOI