Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Perspetivas de fusões e estímulos sustentam Wall Street. Nasdaq renova recorde

As bolsas do outro lado do Atlântico fecharam em terreno positivo, com os operadores de olhos postos nas operações de fusão e aquisição e também nos novos estímulos que se esperam para a economia norte-americana. O Nasdaq fixou um novo máximo histórico.

Reuters
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Dow Jones encerrou a somar 0,89% para 26.664,40 pontos e o Standard & Poor’s 500 avançou 0,72% para 3.294,61 pontos.

 

Por seu lado, o tecnológico Nasdaq Composite valorizou 1,47% para 10.902,80 pontos, o valor de fecho mais elevado de sempre, tendo durante a sessão fixado um recorde intraday de 10.927,56 pontos.

 

A animar esteve sobretudo a perspetiva de novas fusões e aquisições, nomeadamente a compra das operações da ‘app’ chinesa TikTok nos EUA pela Microsoft, bem como o retomar dos esforços no Congresso para se aprovar um novo pacote de estímulos de combate ao impacto da pandemia de covid-19.

 

A possibilidade de a Microsoft comprar as operações norte-americanas da ‘app’ chinesa de vídeos de 15 segundos animou a empresa em bolsa, que encerrou a ganhar 5,62% para 216,54 dólares, com um valor de mercado de 1,6 biliões de dólares.

 

Também a Apple se destacou, terminando com uma subida de 2,52% para 435,75 dólares e uma capitalização de mercado de 1,89 biliões de dólares.

 

Durante a sessão, a empresa liderada por Tim Cook chegou a tocar num máximo de 446,55 dólares e atingir uma capitalização bolsista de 1,909 biliões de dólares, ficando assim a apenas 91 milhões de ser uma ‘2-trillion dollar baby’ – está assim perto de ser a primeira cotada a valer dois biliões de dólares em bolsa.

 

A empresa da maçã continuou, assim, a ser a cotada mais valiosa do mundo – título que arrebatou à Saudi Aramco na passada sexta-feira, 31 de julho. Hoje, a petrolífera estatal saudita fechou com um ‘market cap’ de 1,76 biliões de dólares – tendo, por isso, a Microsoft no seu encalce.

 

Ainda em destaque do lado dos ganhos, a ADT disparou 56,5% para 13,48 dólares com a notícia de que a Google (detida pela Alphabet) vai comprar uma participação de cerca de 7% na empresa de segurança residencial por 450 milhões de dólares, um negócio que lhe permitirá fornecer serviços aos clientes da sua funcionalidade de segurança em casa Nest.

 

A Alphabet, por seu lado, fechou a ceder 0,35% para 1.482,76 dólares.

 

Já a Varian Medical Systems escalou 22,04% depois do anúncio feito ontem de que a alemã Siemens Healthineers a vai comprar por 16 mil milhões de dólares.

Ver comentários
Saber mais wall street dow jones s&p 500 Nasdaq bolsas EUA
Mais lidas
Outras Notícias