Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo acima dos 60 dólares pressiona bolsas europeias

As bolsas europeias, após seis semanas consecutivas a valorizar, seguiam em queda, com o novo máximo do preço do petróleo a aumentar o pessimismo com a evolução da economia e dos resultados das empresas. O DJ Stoxx 50 descia 0,76%.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 27 de Junho de 2005 às 10:10
  • Partilhar artigo
  • ...

As bolsas europeias, após seis semanas consecutivas a valorizar, seguiam em queda, com o novo máximo do preço do petróleo a aumentar o pessimismo com a evolução da economia e dos resultados das empresas. O DJ Stoxx 50 descia 0,76%.

O crude em Nova Iorque subia 1,3% para os 60,62 dólares o barril, enquanto na bolsa de Londres o brent crescia 1,22% para os 59,07 dólares. Esta nova escalada surge depois do Irão, o segundo maior produtor da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), ter eleito um presidente que prometeu continuar o programa de energia nuclear do país, o que aumenta a tensão com os EUA.

Em Paris o CAC descia 0,85% para os 4.163,67 pontos, com todas as acções do índice em queda. A Cap Gemini desvalorizava 1,13% para os 26,18 euros e a Renault caia 1,05% para os 70,65 euros.

Na bolsa de Londres o FTSE cedia 0,53% para os 5.052,30 pontos. O Royal Bank of Scotland desvalorizava 1,34% e a GlaxoSmithkline caia 0,97%.

O IBEX de Madrid descia 0,57% para os 9.621,80 pontos. A Gamesa cedia 1,45% para os 10,86 euros e a Ferrovial perdia 1,05% até aos 52,05 euros. O Banco Popular desvalorizava 0,7%.

O DAX de Frankfurt caia 0,7% para os 4.534,70 pontos, com o sector automóvel, um dos mais penalizados com a escalada do petróleo, a pressionar. A Volkswagen caia 1,21% para os 37,57 euros e a DaimlerChrysler perdia 1% para os 33,59 euros.

Na bolsa de Amesterdão o AEX baixava 0,79% para os 376,97 euros. A retalhista Ahold cedia 1,77% para os 6,66 euros e a Royal Philips depreciava 1,41% para os 20,94 euros.

Ver comentários
Outras Notícias