Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo pressiona bolsas europeias

As bolsas europeias encerraram a sessão em queda, pressionadas pelo sector das energias que desvalorizou mais de 1%, com as empresas a recear que os elevados preços do petróleo penalizem os resultados das empresas. O Dow Jones Stoxx 50 desceu 0,77% para o

Paulo Moutinho 23 de Agosto de 2005 às 17:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas europeias encerraram a sessão em queda, pressionadas pelo sector das energias que desvalorizou mais de 1%, com as empresas a recear que os elevados preços do petróleo penalizem os resultados das empresas. O Dow Jones Stoxx 50 desceu 0,77% para os 3.141,31 pontos.

O petróleo chegou a cotar nos 66,10 dólares em Nova Iorque, a subir mais de 1%, mas recuou com a especulação de que com o final da época do verão venha a reduzir a procura dos combustíveis.

O West Texas Intermediate (WTI) [cl1] desvalorizava 1,14% nos 64,90 dólares e o barril de «brent» [cl1] depreciava 0,57% em Londres, para os 64,13 dólares.

O francês CAC [cac] registou a maior queda da sessão com uma desvalorização de 1,10% para os 4.436,56 pontos, pressionado pela France Télécom que recuou 1,43% para os 25,45 euros e pela petrolífera Total que desvalorizou 1,23% nos 208,3 euros.

Em Amesterdão, o AEX [aex] recuou 0,74% para os 391,73 pontos com a financeira ING Groep a liderar as descidas ao recuar 1,10% para os 23,48 euros e a petrolífera Shell a depreciar 0,39% para os 51,70 seguindo a tendência do sector das energias.

O IBEX [ibex] desceu 0,69% para os 10.104,10 pontos, com a petrolífera Repsol a desvalorizar 0,95% para os 23,86 euros e o banco Santander desceu para os 10,02 euros com uma queda de 1,09%.

O alemão DAX [dax] encerrou a negociar nos 4.917,74 pontos a desvalorizar 0,48%. A seguradora Allianz pressionou o índice com uma desvalorização de 1,43% nos 108,30 euros, acompanhando a tendência do sector europeu da saúde que recuou mais de 1%. A eléctrica E.On depreciou 0,94% para os 78,29 euros.

O Footsie [ukx] recuou 0,34% para os 5.300,50 pontos, com o banco HSBC a desvalorizar 0,94% para as 8,95 libras e as petrolíferas BP e Shell que recuaram 0,87% e 0,84%, respectivamente. A farmacêutica GlaxoSmithKline desvalorizou 1,05% para as 13,21 libras.

Outras Notícias