Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petrolíferas levam bolsas europeias a perder mais de 1%

As principais praças europeias fecharam a depreciar , com a maioria a registar perdas superiores a 1%, pressionadas essencialmente pelo sector energético numa sessão em que o petróleo desvalorizou mais de 2% em Nova Iorque. O Dow Jones Stoxx 50 cedeu 1,10

Negócios negocios@negocios.pt 03 de Maio de 2006 às 17:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As principais praças europeias fecharam a depreciar , com a maioria a registar perdas superiores a 1%, pressionadas essencialmente pelo sector energético numa sessão em que o petróleo desvalorizou mais de 2% em Nova Iorque. O Dow Jones Stoxx 50 cedeu 1,10% para os 3.533,08 pontos.

O preço do barril de petróleo desvalorizava mais de 2% em Nova Iorque, depois do Departamento de Energia dos Estados Unidos ter anunciado um aumento inesperado nas reservas de crude do país, referentes à semana passada.

O crude deslizava 2,09% para os 73,05 dólares enquanto o «brent», transaccionado em Londres, depreciava 1,49% para os 73,53 dólares.

Segundo o Departamento de Energia dos Estados Unidos, os inventários de crude, referentes à semana terminada a 28 de Maio, aumentaram em 1,73 milhões de barris para os 346,7 milhões de barris, contrariamente à queda de 150 mil barris estimada pelos analistas consultados pela agência Bloomberg.

Neste contexto, o FTSE desvalorizou 1,19% para os 6.010 pontos pressionado pela BP e pela Royal Dutch Shell que deslizaram 1,60% para os 677 pence e 2,11% para os 1860 pence, respectivamente.

No CAC [cac], também foi uma petrolífera a responsável pela sua queda de 0,90% para os 5.193,94 pontos. A Total escorregou 1,31% para os 218,7 euros.

O DAX [dax] caiu 1,36% para os 5.968,96 pontos pressionado essencialmente pela queda de 1,57% para os 97,82 euros da E.ON.

A desvalorização de 1,17% para os 464,64 pontos do AEX [aex] também foi provocada por uma petrolífera, a Royal Dutch Shell, que escorregou 1,45% para os 27,19 euros.

O espanhol IBEX [ibex] perdeu 0,44% para os 11.876,50 pontos com o contributo das desvalorizações do Santander e da Repsol que recuaram 0,98% para os 12,08 euros e 1,32% para os 23,22 euros, respectivamente.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias