Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petrolíferas levam Europa a ganhos

As principais praças europeias encerraram a sessão a valorizar, com as empresas petrolíferas a impulsionarem os índices, num dia em que o petróleo a sube pela segunda sessão consecutiva atingindo o valor mais elevado das últimas cinco semanas. O Dow Jones

Paulo Moutinho 13 de Dezembro de 2005 às 17:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As principais praças europeias encerraram a sessão a valorizar, com as empresas petrolíferas a impulsionarem os índices, num dia em que o petróleo a sube pela segunda sessão consecutiva atingindo o valor mais elevado das últimas cinco semanas. O Dow Jones Stoxx 50 avançou 0,21% para os 3.345,93 pontos.

O sector europeu das empresas petrolíferas ganhou 1,61%, impulsionado pela subida do preço do petróleo para o valor mais elevado das últimas cinco semanas, depois da Agência Internacional de Energia ter revisto em alta as estimativas do crescimento da procura de petróleo para o próximo ano.

O crude [cl1] seguia agora inalterado nos 61,30 dólares e o «brent» [co1] recuava 0,02% para os 59,43 dólares.

O francês CAC [cac] subiu 0,43% para os 4.693,40 pontos, depois de ter renovado o máximo de 2001 nos 4.701,85 pontos. A impulsionar o índice estiveram a petrolífera Total que subiu 1,82% para os 218,20 euros e a fabricante de fármacos Sanofi-Aventis que apreciou 1,77% para os 71,90 euros.

Na Alemanha, o DAX [dax], fechou a cotar nos 5.310,28 pontos, com uma valorização de 0,17%. A fabricante de componentes electrónicos Siemens ganhou 2,02% para os 70,05 euros, depois do Deutsche Bank ter recomendado a compra dos títulos da empresa. Por seu lado, o Deutsche Bank registou maior desvalorização do índice, ao recuar 1,13% para os 82,82 euros.

O Footsie [ukx] avançou 0,10% para os 5.507,20 pontos, com as subidas das petrolíferas BP e Shell que valorizaram 0,56% e 0,73%, respectivamente, impulsionadas pela subida do preço do petróleo nos mercados internacionais.

A fabricante de fármacos GlaxoSmithKline ganhou 1,39% para os 1454 pence, com a casa de investimento WestLB a reiterar a recomendação de «outperform» e a subir o preço alvo de 1600 pence para os 1630 pence. A Vodafone registou uma queda de 2,73% para os 124,75 pence, depois de anunciar a vitória no leilão da operadora turca Telsim Telekomunikasyon por 3,85 mil milhões de euros.

O AEX [aex] ganhou 0,09% para os 433,17 pontos, com as subidas de 0,75% da petrolífera Shell e de 0,86% da Unilever. A TNT recuou 1,62% para os 25,48 euros.

Em Espanha o IBEX [ibex] desceu 0,06% para os 10.533,60 pontos. As subidas de 1% da Repsol e de 0,19% do banco Santander, não foram suficientes para suportar as quedas de 0,76% da Iberdrola e de 0,34% do BBVA.

Outras Notícias