Bolsa Pharol reforça compra de acções próprias para 2,75% do capital

Pharol reforça compra de acções próprias para 2,75% do capital

A empresa liderada por Palha da Silva adquiriu entre 8 e 10 de Março - dia em que fixou novo mínimo histórico - um total de 1,05 milhões de acções próprias, passando a deter 24,7 milhões de títulos correspondentes a 2,75% do capital social.
Pharol reforça compra de acções próprias para 2,75% do capital
Pedro Elias/Negócios
Negócios 10 de março de 2016 às 19:36

A Pharol (ex-PT SGPS) comprou na Euronext Lisbon, entre os dias 8 e 10 de Março, 1.050.000 acções próprias, passando a deter 2,75% do seu capital, informou a empresa em comunicado à CMVM.

Esta operação inseriu-se no âmbito do programa de compra de acções próprias, tal como aprovado na assembleia-geral de accionistas do passado dia 4 de Novembro.


O intervalo de preços a que a Pharol comprou as acções ficou compreendido entre 0,152 e 0,159 euros por acção.


Após estas transacções, a empresa passou então a deter 24.715.000 acções próprias, correspondentes a 2,7568% do seu capital social.

A empresa liderada por Palha da Silva, que detém 27,5% do capital da operadora brasileira Oi, fechou a sessão desta quinta-feira a perder 6,37% para 14,7 cêntimos – o que constituiu um novo mínimo histórico.

Desde 22 de Fevereiro, a Pharol já afundou 42,58%. As quedas intensificaram-se depois de a TIM ter informado o fundo russo LetterOne que não pretendia aprofundar as negociações com a Oi para avançar com uma fusão dos activos. Se fosse em frente, a fusão seria acompanhada de uma injecção de capital por parte do LetterOne que poderia ascender a quatro mil milhões de dólares.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI