Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Praças europeias encerram em queda acima de 1%

As 17 praças europeias encerraram hoje a desvalorizar, com o DAX a liderar as perdas, ao cair 1,97%, com o agravamento dos receios de abrandamento do crescimento dos lucros e das vendas no segundo trimestre. O índice Dow Jones Euro Stoxx 50 registou a mai

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 22 de Julho de 2004 às 17:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As 17 praças europeias encerraram hoje a desvalorizar, com o DAX a liderar as perdas, ao cair 1,97%, com o agravamento dos receios de abrandamento do crescimento dos lucros e das vendas no segundo trimestre. O índice Dow Jones Euro Stoxx 50 registou a maior queda dos últimos dois meses.

O Dow Jones Euro Stoxx 50, índice que mede os 12 países que utilizam o euro, recuou 1,8%, para 2.680,34 pontos, a maior queda desde 10 de Maio passado.

O índice alemão DAX [DAX] perdeu 1,97%, para 3.801,05 pontos. A SAP, fabricante de ‘software’, caiu 3,7%, para 123,35 euros, depois da companhia ter anunciado que as receitas de licenças na Europa, Médio Oriente e África, os maiores mercados do grupo, foram abaixo das expectativas.

Em Amesterdão, o índice AEX perdeu 1,93%, para 324,97 pontos. A STMicroelectronics, a maior fabricante de semicondutores da Europa, caiu 3,1%, para 15,92 euros, depois de ter anunciado que a concorrência e a queda do dólar face ao euro irá afectar os lucros.

O índice francês CAC-40 [CAC] deslizou 1,78%, para 3.572,84 pontos. A Moet Hennessy Louis Vuitton (LVMH) depreciou 2,8%, para 57,25 euros, depois da maior companhia mundial de artigos de luxo ter dito que os resultados operacionais aumentaram cerca de 12% no primeiro semestre, no limite mínimo da média das expectativas dos analistas, que aguardavam um crescimento semestral de 12% a 20% do mesmo indicador.

Em Londres, o FTSE [UKX] desvalorizou 1,46%, para 4.313,50 pontos, naquela que foi a sua maior queda dos últimos dois meses. A ARM Holdings, cujos semicondutores são usados nos telemóveis da Nokia, caiu 4,1%, para 105,75 pences. Já a MMO2, a quarta maior operadora móvel do Reino Unido, deslizou 3,1%, para 86 pences.

O índice IBEX-35 [IBEX] perdeu 1,32%, para 7.925,20 pontos. O Banco Popular Espanol, terceiro maior banco de Espanha, recuou 1,2%, para 44,37 euros, depois dos analistas da Goldman Sachs terem afirmado que os resultados relativos ao segundo trimestre da instituição financeira ficaram abaixo das expectativas.

Outras Notícias