Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Praças europeias recuam com receios de novas perdas relacionadas com a crise

As principais bolsas europeias negociavam em terreno negativo num dia em que regressaram os receios com as perdas relativas à crise no mercado de crédito imobiliário de alto-risco. A pesar no sentimento dos investidores estava também o anúncio da Texas In

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 22 de Abril de 2008 às 10:29

As principais bolsas europeias negociavam em terreno negativo num dia em que regressaram os receios com as perdas relativas à crise no mercado de crédito imobiliário de alto-risco. A pesar no sentimento dos investidores estava também o anúncio da Texas Instruments de que estima lucros abaixo das estimativas dos analistas.

Os índices europeus seguiam assim o comportamento dos congéneres asiáticos. A liderar as perdas estava a Nokia que cedia 0,76% para os 18,17 euros pressionada pelo anúncio da tecnológica americana, que aumentou os receios de que o abrandamento económico dos EUA está a afectar a procura.

Também o Royal Bank of Scotland perdia 4,03% para os 357,5 pence e arrastava o sector financeiro depois de ter anunciado que vai realizar um aumento de capital de 14,9 mil milhões de euros, o maior de sempre na Europa.

Do lado dos ganhos, destaque para a BP que somava 0,61% para os 577 pence que beneficia da valorização do petróleo que continua próximo do máximo histórico.

O IBEX [IBEX] perdia 0,75% para os 13.626,00 pontos, com o Banco Santander a descer 0,81% para os 13,51 euros e a Iberdrola a perder 0,63% para os 9,50 euros.

O Footsie desvalorizava 0,13% para os 6.045,00 pontos, penalizado pelas quedas do Royal Bank of Sctoland e do Barclays que depreciava 3,66% para os 461 pence.

O francês CAC [CAC] recuava 0,07% para os 4.906,99 pontos. A favorecer o desempenho negativo do índice estavam o BNP Paribas e a Axa que desciam, respectivamente, 1,52% para os 67,70 euros e 1,48% para os 24,255 euros.

O DAX [DAX] perdia 0,35% para os 6.762,83 pontos. O Deustche Bank descia 1,83% para os 75,25 euros, enquanto a Daimler recuava 1,34% para os 49,18 euros.

Em Amesterdão, o AEX [AEX] caia 0,45% para os 468,54 pontos, com o Fortis a ceder 0,81% para os 17,25 euros.

 

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio