Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Praças ibéricas em contra ciclo com fecho em queda na Europa; DAX cai 2,15%

As maiores praças na Europa, à excepção de Lisboa e Madrid, fecharam em queda, depois da Comissão Europeia ter anunciado a quebra de confiança na Zona Euro para o mínimo de cinco anos. Em Frankfurt, o DAX caía mais de 2%.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 07 de Janeiro de 2003 às 17:28
  • Partilhar artigo
  • ...
As maiores praças na Europa, à excepção de Lisboa e Madrid, fecharam em queda, depois da Comissão Europeia (CE) ter anunciado a quebra de confiança na Zona Euro para o mínimo de cinco anos. Em Frankfurt, o DAX caía mais de 2%.

As praças da Europa fecharam, na generalidade, em queda, com o Dow Jones Stoxx 50 a perder 1,07% para 2.503,70 pontos. A CE anunciou hoje que o índice de confiança dos consumidores da Zona Euro desceu para o nível mais baixo dos últimos cinco anos no mês de Dezembro, um factor que terá ajudado à depressão das praças financeiras.

A Bolsa de Madrid, a par de Lisboa, foi uma das excepções no contexto europeu. Depois do feriado de ontem, o IBEX 35 [IBEX] cresceu hoje 1,69% para 6.342,70 pontos, com a operadora Telefónica a liderar com um ganho de 5,8% para 9,53 euros. A Telefónica Móviles, parceira da Portugal Telecom (PT) [PTC] no Brasil, progrediu 2,8% para 6,57 euros.

Em Frankfurt, o DAX [DAX] que ainda não fechou, caía 2,15% nos 3.089,33 pontos, pressionado pelo andamento da seguradora Allianz que descia 3,6% para 95,34 euros, e pela queda de 3,1% da Volkswagen, que anunciou ontem que as vendas este ano deveriam permanecer inalteradas face aos números de 2002.

O FTSE 100 [UKX] de Londres decresceu 1,1% para 3.957,40 pontos, com a valorização de 2% do antigo monopólio de telecomunicações, a British Telecom (BT), a ser insuficiente para contrariar as quedas de cerca de 4% do banco Abbey National e da seguradora Prudential.

Na praça de Amesterdão, a queda do sector financeiro ditou uma desvalorização de 0,4% do AEX que terminou nos 334,89 pontos. O ING Groep caiu 2,79% para 16,05 euros e o ABN Amro desceu 0,74% a marcar 16,03 euros.

Na Bolsa de Paris, o CAC 40 [CAC] escorregou 1,54% nos 3.160,99 pontos, tendo a seguradora Axa liderado a tabela de desvalorização, ao experimentar uma descida de 4,8% até 13,49 euros.

Ver comentários
Outras Notícias