Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Praças americanas sobrevoam terreno negativo após resultados da Boeing

Os principais índices bolsistas dos Estados Unidos abriram em baixa, penalizados pelas perdas superiores ao previsto pela Boeing e pelos receios de que a escalada de sete meses dos mercados accionistas tenha deixado as acções demasiado caras.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 21 de Outubro de 2009 às 14:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os principais índices bolsistas dos Estados Unidos abriram em baixa, penalizados pelas perdas superiores ao previsto pela Boeing e pelos receios de que a escalada de sete meses dos mercados accionistas tenha deixado as acções demasiado caras.

O Wells Fargo, US Bancorp e Morgan Stanley apresentaram resultados acima do esperado para o terceiro trimestre, mas lembraram ao mercado que a economia em geral está a debater-se para recuperar, apesar das retomas em Wall Street. Os três bancos referiram que as suas perdas com o crédito malparado continuam elevadas.

O Dow Jones abriu a perder 0,12%, fixando-se nos 10.029,08 pontos. O índice tecnológico Nasdaq marcava 2.160,87 pontos no arranque da sessão, com uma desvalorização de 0,12%.

O S&P 500 cedia 0,06%, para 1.090,36 pontos.

A Boeing, segunda maior construtora aeronáutica do mundo, seguia a perder terreno, depois de anunciar encargos no valor de 3,5 mil milhões de dólares pelos atrasos no arranque do Dreamliner 787 e do 747-8.

A Ford também seguia no vermelho, depois de a Peugeot – segunda maior fabricante automóvel da Europa – ter apresentado uma queda das suas vendas.

Em contrapartida, a Yahoo seguia em alta, depois de divulgar lucros superiores às estimativas.

O Morgan Stanley também registava uma subida, ao passo que o Wells Fargo estava a ser penalizado pelo facto de o seu crédito malparado ter aumentado, apesar de ter apresentado lucros recorde para o terceiro trimestre.

Na semana passada, o Bank of America, o JPMorgan e o Citigroup reportaram todos um aumento das perdas com o crédito, numa altura em que os consumidores se debatem para conseguirem pagar as suas contas.

Veja também:

As cotações dos principais índices

A evolução das acções do Dow Jones e Nasdaq 100


Ver comentários
Outras Notícias