Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Prejuízos de 526 milhões da Cimpor levam acções a cair mais de 4,5%

A Cimpor apresentou as suas contas e os prejuízos multiplicam-se 75 vezes entre Janeiro e Junho. As acções caem mais de 4,5% para mínimos de seis meses.

Miguel Baltazar/Negócios
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As acções da Cimpor recuam 4,60% para 31,1 cêntimos, o valor mais baixo desde Fevereiro deste ano, depois de a empresa ter reportado esta quarta-feira, 31 de Agosto, prejuízos de 526,7 milhões de euros no primeiro semestre do ano. Este valor contrasta com as perdas de 7 milhões no período homólogo de 2015.

Por esta altura, trocaram de mãos 40.222 acções da Cimpor, um valor acima da média diária dos últimos seis meses que é ligeiramente abaixo dos 18.000 títulos. A cimenteira tem uma capitalização bolsista de 215 milhões de euros, de acordo com a Bloomberg. Desde o início do ano, as acções da Cimpor já caíram 8,05%.

A cimenteira liderada por Ricardo Lima sublinha, no relatório e contas divulgado na CMVM, que os prejuízos de 526,7 milhões reflectem uma imparidade não recorrente de 433 milhões de euros no goodwill (diferença entre o valor que foi pago pela compra de um activo e o seu valor patrimonial, que tem de ser inscrita no balanço) do Brasil -, um menor EBITDA e um registo cambial negativo em resultados financeiros.

O relatório e contas da Cimpor indicava também que o volume de vendas de cimento e clínquer ascendeu a 12 milhões de toneladas no primeiro semestre. O consumo abrandou no Brasil, devido à crise política e económica, e na Argentina (na sequência do programa de ajustamento do novo governo), assistindo-se também a uma contracção nas exportações em função da descida de preços das "commodities", explica a Cimpor no documento de apresentação de contas.

Já o EBITDA (resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações, no valor de 170 milhões de euros, registou uma quebra de 39%, "apesar de as iniciativas de eficiência operacional e a menor participação no negócio de betão no Brasil mitigarem o abrandamento da actividade e a penalização cambial de 63 milhões de euros", refere a empresa.

Ver comentários
Saber mais Cimpor Ricardo Lima Brasil prejuízos acções
Outras Notícias