Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Prudência dos investidores dá sessão morna a Wall Street

As bolsas do outro lado do Atlântico encerraram a registar uma tendência mista, com descidas e subidas pouco expressivas,. A penalizar estiveram os sinais de desaceleração económica mundial, o que deixa recear que a Fed possa inverter a normalização da política monetária e vir a baixar juros. As tecnológicas estiveram entre as cotadas que mais pesaram, num dia em que a Apple não convenceu o mercado.

Reuters
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 25 de Março de 2019 às 20:07

O Dow Jones fechou a somar 0,06%, para 25.516,83 pontos, ao passo que o Standard & Poor’s 500 recuou 0,08% para 2.798,36 pontos.

 

Já o tecnológico Nasdaq Composite deslizou 0,07%, para 7.637,54 pontos.

 

Os principais índices de Wall Street fecharam assim sem uma direção definida, com as variações – tanto para cima como para baixo – a serem pouco acentuadas.

 

A pressionar estiveram sobretudo pelos receios de abrandamento económico mundial – numa altura em que também a curva de rendimentos dos títulos de dívida dos Estados Unidos está a dar um sinal preocupante sobre a evolução da maior economia do mundo, com a taxa dos títulos de dívida pública a 3 meses acima da "yield" das obrigações a 10 anos.

 

Isto deixa recear que a Reserva Federal norte-americana interrompa a atual normalização da política monetária e possa até invertê-la, regressando a decisões de corte dos juros diretores.

 

O setor tecnológico esteve entre os piores desempenhos, muito à conta da má performance da Apple. A empresa da maçã cedeu terreno quando o seu CEO, Tim Cook, apresentou quatro novos serviços: streaming de vídeo, notícias, jogos e cartões de crédito. Como assinalou a Bloomberg, áreas chave da estratégia da Apple para se transformar numa empresa líder nos serviços digitais, numa altura em que o crescimento das vendas do iPhone e outros aparelhos da empresa está a estagnar.

 

No entanto, o mercado tinha já descontado parte destes anúncios e, à falta de maiores surpresas, acabou por castigar a empresa em bolsa – que no entanto conseguiu encerrar a reduzir parte das perdas da sessão (cedeu 1,21% para 188,74 dólares, depois de chegar a cair mais de 2%).

Ver comentários
Saber mais Wall Street Standard & Poor's 500 Nasdaq Composite Dow Jones bolsa EUA
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio