Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 acompanha desânimo da Europa e cai 0,5%

A bolsa nacional está a acompanhar as descidas das congéneres europeias, com 13 das 18 cotadas com sinal vermelho. O BCP cai 1% e a Navigator está em mínimos de mais de dois anos.

A carregar o vídeo ...
Rita Faria afaria@negocios.pt 29 de Maio de 2019 às 08:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • 33
  • ...

A bolsa nacional está a negociar em queda esta quarta-feira, 29 de maio, pela segunda sessão consecutiva, com o PSI-20 a desvalorizar 0,48% para 5.082,31 pontos. Das 18 empresas que formam o principal índice nacional, 12 estão em queda, três em alta e três inalteradas.

A praça de Lisboa acompanha a tendência negativa das congéneres europeias, numa altura em que os investidores estão a refugiar-se novamente em ativos considerados de menor risco, como é o caso das obrigações, um movimento que provocou ontem uma forte descidas das yields das Treasuries.

Com esta aposta nas obrigações, motivada por novos receios em torno da guerra comercial, as ações globais seguem pressionadas. As bolsas norte-americanas desceram quase 1% na sessão de ontem, os principais índices japoneses desvalorizaram mais de 1% e as bolsas europeias seguem com quedas igualmente na ordem de 1%.

Além do esperado acordo entre os Estados Unidos e a China tardar a ser anunciado, a Huawei deu mais um passo legal para acelerar o processo contra o governo norte-americano, ao mesmo tempo que crescem os rumores sobre a possibilidade de Pequim utilizar os metais raros – essenciais para o fabrico de computadores e iPhones, por exemplo – como próxima arma na guerra comercial.

Por cá, o BCP, a EDP e a Altri estão entre as cotadas que mais penalizam o PSI-20. O banco liderado por Miguel Maya desliza 1,01% para 25,46 cêntimos, a EDP cai 0,89% para 3,327 euros e a Altri perde 2,51% para 6,025 euros. Ainda no setor da pasta e do papel, a Semapa cai 0,79% para 12,62 euros e a Navigator recua 0,54% para 3,290 euros, o valor mais baixo desde janeiro de 2017.

A penalizar estão ainda a Jerónimo Martins, que perde 0,47% para 13,825 euros, e a Sonae, que desliza 0,84% para 88,3 cêntimos.

Pelo contrário, a evitar maiores perdas para o PSI-20 estão a EDP Renováveis, a Mota-Engil e a Ibersol. A elétrica ganha 1,83% para 8,90 euros, a construtora soma 0,19% para 2,112 euros e a Ibersol valoriza 0,49% para 8,20 euros.  

Ver comentários
Saber mais bolsa nacional PSI-20 mercados Europa
Mais lidas
Outras Notícias