Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 com 18 cotadas, uma delas será o fundo do Montepio

A revisão anual do índice vai ditar a expulsão da Impresa e da Teixeira Duarte da principal “montra” da bolsa de Lisboa. Saem duas, entram três, sendo uma delas o fundo que permitiu a capitalização do Montepio.

Miguel Baltazar/Negócios
Paulo Moutinho 07 de Março de 2016 às 16:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

Corticeira Amorim, Sonae Capital e também o fundo do Montepio vão passar a integrar o principal índice da bolsa nacional. São três cotadas eleitas pela gestora da bolsa portuguesa para integrarem o PSI-20 a partir de meados deste mês, levando o índice novamente ao número mínimo de 18 cotadas. Saem duas: Impresa e Teixeira Duarte.

A Euronext anunciou que a Corticeira Amorim e a Sonae Capital vão passar a estar na principal "montra" da praça portuguesa, sendo que a estas duas cotadas junta-se ainda o Montepio. Neste caso não são acções, mas sim unidades de participação de um fundo que foram vendidas no âmbito da capitalização da instituição.


Entram três empresas, mas saem duas cotadas. A Impresa, que desde este fim-de-semana passou a ter um novo presidente executivo, Francisco Pedro Balsemão, e a Teixeira Duarte vão ambas abandonar o índice português. A saída acontecerá a 18 de Março. As três cotadas promovidas têm a primeira sessão no PSI-20 a 21 de Março.


Com estas entradas e saídas, o PSI-20 volta a ter o número mínimo de títulos previsto nas regras do índice, ou seja, 18 empresas. Actualmente tem apenas 17 cotadas, isto depois da saída do Banif. Desde o Verão de 2014 que não tem as 20 cotadas. Na altura saiu o ESFG e o BES.


(Notícia actualizada às 17:05 com mais detalhe sobre a revisão do PSI-20)
Ver comentários
Saber mais PSI-20 bolsa Euronext Lisboa Montepio
Mais lidas
Outras Notícias