Bolsa PSI-20 com maior ciclo de quedas em dois meses

PSI-20 com maior ciclo de quedas em dois meses

Numa altura em que as bolsas norte-americanas sobem, tanto a bolsa nacional como as bolsas europeias desvalorizam. O PSI-20 acumula quatro quedas consecutivas.
PSI-20 com maior ciclo de quedas em dois meses
Tiago Sousa Dias
Tiago Varzim 10 de julho de 2019 às 16:41
A bolsa nacional fechou a perder 0,01% para os 5.153,06 pontos esta quarta-feira, 10 de julho, numa altura em que as bolsas europeias estão a negociar em baixa. O PSI-20 acumula assim quatro sessões em queda, o maior ciclo de perdas desde o início de maio.

A sessão ficou marcada pela declarações do presidente da Fed, Jerome Powell, que foram interpretadas pelos investidores como um sinal de que os juros vão descer em breve nos Estados Unidos. As bolsas norte-americanas reagiram rapidamente logo no início da sessão em Wall Street, tendo o S&P 500 atingido máximos históricos ao ultrapassar os 3.000 pontos.

Perante o Congresso norte-americano, Powell afirmou que vai atuar "de forma apropriada" para apoiar o crescimento da economia norte-americana, devolvendo ao mercado as expectativas de um corte nos juros no final deste mês. Esta expectativa tinha baixado nos últimos dias após a divulgação dos fortes dados do mercado de trabalho norte-americana na passada sexta-feira. 

Na Europa, o Stoxx 600, o índice que agrega as 600 principais cotadas europeias, desvaloriza 0,19% para os 387,20 pontos. O setor do automóvel está a pesar na negociação europeia ao passo que o setor da banca está a valorizar. A destoar na Europa está a bolsa de Atenas que sobe mais de 1% após as fortes quedas das últimas duas sessões que se seguiram à eleição de um novo Governo conservador na Grécia.

Em Lisboa, nove cotadas valorizaram, oito desvalorizaram e uma ficou inalterada. Cotadas como o BCP, a Altri e os CTT - que atingiram mínimos históricos na sessão anterior - fecharam em alta.

O BCP subiu 0,96% para os 28,32 cêntimos, acompanhando as cotadas europeias do setor da banca, e a Altri valorizou 0,59% para os 5,96 euros. Ainda nas subidas, a Galp Energia valorizou 0,11 para os 13,50 euros numa altura em que o petróleo sobe mais de 3% tanto em Londres como em Nova Iorque. 

Já a Semapa, o grupo EDP e a Jerónimo Martins desvalorizaram. A EDP desvalorizou 0,77% para os 3,35 euros e a EDP Renováveis perdeu 0,33% para os 9,05 euros. Já a Jerónimo Martins cedeu 0,42% para os 14,26 euros. 

(Notícia atualizada às 16h53 com mais informação)



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI