Bolsa PSI-20 desce mais de 1% e negoceia em linha com a Europa

PSI-20 desce mais de 1% e negoceia em linha com a Europa

O principal índice da praça de Lisboa continua a negociar em terreno negativo e em linha com as principais congéneres europeias.
PSI-20 desce mais de 1% e negoceia em linha com a Europa
Bloomberg
Ana Laranjeiro 16 de maio de 2016 às 11:53

A bolsa nacional mantém-se, tal como no arranque da sessão, a negociar em terreno negativo e recuando mais de 1%. O PSI-20 desce 1,44% para 4.830,23 pontos, com 14 cotadas no vermelho e quatro no verde. Entre as restantes praças europeias, a tónica é também de perdas. Lisboa lidera as quedas, seguida por Madrid, com o IBEX 35 a recuar 1,10%. O Stoxx 600, índice de referência, desliza 0,41%.

De acordo com a Bloomberg, a queda das acções europeias surge depois de dados económicos desapontantes oriundos da China. O volume de negociação no Velho Continente é mais baixo esta segunda-feira dado que é feriado em algumas regiões.

Em Lisboa, destaque para as acções do sector energético. A EDP recua 6,69% para 2,955 euros, num dia em que as acções negoceiam sem direito ao dividendo de 0,185 euros. Ainda no sector energético, a EDP Renováveis perde 1,86% para 6,588 euros.

A REN cai 1,29% para 2,593 euros. A empresa liderada por Rodrigo Costa revelou esta segunda-feira que propõe-se a recomprar obrigações no valor de 700 milhões de euros. O objectivo final da operação será poupar na factura com os juros, pois está também a preparar emissão de nova dívida.

 

A Galp Energia, por sua vez, soma 0,47% para 11,83 euros, isto numa altura em que os preços do petróleo estão a subir nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, que serve de referência para as importações europeias, avança 1,74% para 48,66 dólares por barril.

A Nos perde 1,96% para 6,265 euros, enquanto a Pharol desce 0,76% para 13 cêntimos

Na banca, o BCP desvaloriza 1,25% para 3,16 cêntimos. Já o BPI desliza 0,09% para 1,11 euros. A Jerónimo Martins, por sua vez, soma 0,29% para 13,665 euros. Ainda no retalho, a Sonae perde 1,20% para 90,8 cêntimos.


Do lado dos ganhos, estão também as acções dos CTT, que crescem 0,64% para 8,119 euros, e da Mota-Engil, que avança 0,62% para 1,794 euros.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI