Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 desce pela quarta sessão com BCP em mínimos de maio e Nos a cair mais de 2%

As quedas da Nos e do BCP anularam os ganhos das acções da EDP e da Galp Energia.

O Haitong Bank prevê um abrandamento das fusões e aquisições e das admissões em bolsa, provocado pela pandemia.
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 15 de Setembro de 2020 às 16:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 11
  • ...

O PSI-20 fechou a cair pela quarta sessão consecutiva e, embora as perdas tenham sido ligeiras, o índice português evoluiu em sentido contrário às restantes praças europeias, tal como já tinha acontecido ontem.

O PSI-20 caiu 0,04% para 4.284,16 pontos, com oito cotadas em alta, nove em queda e uma sem variação.  

Nas praças europeias o dia foi de ganhos (vários índices europeus subiram mais de 1% e o Stoxx600 avançou 0,7% no terceiro dia em alta) com os investidores de olhos postos na reunião da Reserva Federal e agradados com os resultados da H&M, que viu as ações dispararem mais de 10% depois da retalhista de vestuário ter anunciado lucros acima do esperado.

Em Lisboa o desempenho foi condicionado pelo Banco Comercial Português e pela Nos. As ações do banco liderado por Miguel Maya cederam 0,98% para 9,13 cêntimos, tocando em mínimos de maio deste ano. A operadora de telecomunicações caiu 2,5% para 3,36 euros e sofreu a queda mais acentuada entre as cotadas do PSI-20.

Ainda a pressionar o índice português estiveram as ações da Mota-Engil (-1,39% para 1,278 euros) e da Corticeira Amorim (-1,31% para 10,52 euros).

Em sentido inverso estiveram as cotadas do setor energético, que nas últimas sessões tinham pressionado o PSI-20. A Galp Energia valorizou 1,56% para 8,982 euros e a EDP somou 0,36% para 8,982 euros.


A maior subida do PSI-20 foi protagonizada pela Pharol, que avançou 2,91% para 11,3 centimos, sendo que a Ibersol também alcançou um ganho acima de 1%.  

Ver comentários
Saber mais PSI-20 bolsa nacional Europa Stoxx600 mercados bolsas energia
Mais lidas
Outras Notícias