Bolsa PSI-20 interrompe quatro sessões de queda impulsionado pelo BCP

PSI-20 interrompe quatro sessões de queda impulsionado pelo BCP

O PSI-20 encerrou esta quarta-feira em terreno positivo, interrompendo uma série de quatro sessões no vermelho. O BCP foi o principal impulsionador dos ganhos, mas EDP, Galp e Jerónimo Martins também sustentaram o índice.
A carregar o vídeo ...
Pedro Curvelo 26 de fevereiro de 2020 às 16:46

O índice PSI-20 fechou a sessão desta quarta-feira, 26 de fevereiro, a subir 0,63% para 5.110,34 pontos, com dez cotadas no vermelho, uma inalterada e sete em alta. Apesar do fecho positivo, a praça lisboeta tocou mínimos de 14 de outubro durante a negociação, quando chegou a perder 2,27%.

A praça "alfacinha" acompanhou os ganhos observados nas congéneres de Madrid e de Milão, esta última com uma subida mais expressiva.

Entre as cotadas do PSI-20 destacou-se o BCP, que avançou 1,73%, para 17,63 cêntimos isto depois de ter tocado mínimos desde março de 2017, nos 16,77 cêntimos.

A EDP também fechou com uma subida de 0,75%, para os 4,566 euros, enquanto a Galp e a Jerónimo Martins ganharam 0,77% e 1,11%, encerrando nos 13,71 euros e nos 16,80 euros, respetivamente.

Ainda pela positiva é de assinalar a subida de 1,83% da Nos, para os 3,898 euros, que durante a sessão tocou mínimos desde julho de 2013, e a valorização de 1,69% dos CTT, com um fecho nos 2,534 euros.

A travar maiores ganhos esteve o setor do papel, com destaque para a Altri, que recuou 1,20%, para 5,33 euros. Também pela negativa sobressaíram a Ramada, com uma queda de 2,53% para 5,40 euros, e a Sonae Capital, que perdeu 1,75%, encerrando nos 0,728 euros.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI