Bolsa PSI-20 inverte para o lado das perdas e cai para mínimos de um mês e meio

PSI-20 inverte para o lado das perdas e cai para mínimos de um mês e meio

A bolsa nacional acompanha a tendência negativa das principais praças europeias, com a maioria das cotadas no vermelho.
PSI-20 inverte para o lado das perdas e cai para mínimos de um mês e meio
Bruno Simão/Negócios
Rita Faria 15 de agosto de 2018 às 11:58

Depois de ter iniciado a sessão em terreno positivo, a bolsa nacional já inverteu para o lado das perdas, estando o PSI-20 a perder, nesta altura, 0,72% para 5.464,70 pontos, o valor mais baixo desde 2 de Julho. Nesta, que já é a quarta sessão consecutiva de perdas para o principal índice nacional, 13 cotadas estão a descer, quatro a subir e uma inalterada.

Na Europa, os principais índices também seguem som sinal vermelho, penalizados sobretudo pelas empresas do sector mineiro, que acompanham a queda dos preços das "commodities".

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, desvaloriza 0,37% para 383,50 pontos.

Em Lisboa, o BCP e a Navigator estão entre as cotadas que mais penalizam o PSI-20. O banco liderado por Miguel Maya desliza 1,13% para 25,41 cêntimos, enquanto a Navigator recua 1,96% para 4,408 euros, elevando para mais de 12,5% a queda acumulada nas últimas quatro sessões.

Esta evolução, motivada pela taxa de 37% que os Estados Unidos impuseram sobre as vendas de papel da Navigator no país, já levaram os analistas do BBVA a reverem em baixa o preço-alvo para as acções da papeleira de 5,70 para 5,20 euros.

Ainda neste sector, a Semapa ganha 1,30% para 18,68 euros e a Altri desvaloriza 1,98% para 8,40 euros.

A contribuir para a desvalorização do principal índice nacional estão ainda a EDP Renováveis e a Jerónimo Martins. A retalhista cede 0,82% para 12,73 euros, enquanto a EDP Renováveis cai 0,74% para 8,735 euros, em linha com a tendência do sector. A casa-mãe, a EDP, desce 0,12% para 3,406 euros e a Galp Energia perde 0,54% para 17,59 euros, numa altura em que o petróleo regista quebras em torno de 1% nos mercados internacionais.

Do lado dos ganhos, além da Semapa, estão apenas a Ibersol, os CTT e a Sonae Capital. A Ibersol ganha 0,21% para 9,60 euros, a empresa de correios soma 0,51% para 3,18 euros e a Sonae Capital valoriza 0,12% para 85,8 cêntimos.   




Marketing Automation certified by E-GOI