Bolsa PSI-20 recua com grupo EDP e Jerónimo Martins a penalizar

PSI-20 recua com grupo EDP e Jerónimo Martins a penalizar

Num dia em que chegou a negociar em máximos de mais de um mês, a praça lisboeta fechou em queda numa sessão em que a Europa se repartiu entre ganhos e perdas, embora com maior predominância de quedas. As ações do grupo EDP e da Jerónimo Martins foram as que mais pressionaram.
A carregar o vídeo ...
David Santiago 09 de setembro de 2019 às 16:42
O índice PSI-20 encerrou a sessão desta segunda-feira, 9 de setembro, a perder 0,11% para 4.963,24 pontos, com sete cotadas em queda e 11 em alta, isto num dia em que as principais praças europeias transacionam sem rumo completamente definido pese embora prevaleçam as quedas. 

A bolsa nacional chegou mesmo a subir para tocar em máximos de 1 de agosto, porém terminou o dia com a segunda sessão consecutiva a perder valor. O mesmo para o índice de referência europeu Stoxx600 que após ter também negociado no valor mais alto desde o primeiro dia de agosto, segue a desvalorizar já perto do fecho da sessão.

A indefinição quando ao sentimento dos investidores surgiu no primeiro dia de uma semana determinante para a Zona Euro, já que será o momento para o presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, revelar quais os planos para a política monetária europeia num contexto de arrefecimento económico.

Existe mesmo a expectativa de que Draghi poderá anunciar uma espécie de segundo programa de compra de ativos enquanto forma de impulsionar o crescimento económico na Zona Euro.

Em Lisboa, as empresas do grupo EDP e a Jerónimo Martins foram as que mais pressionaram. A EDP recuou 1,95% para 3,476 euros, a EDP Renováveis caiu 1,17% para 10,14 euros e a retalhista perdeu 1,61% para 15,61 euros. Ainda no setor do retalho, a Sonae somou 1,93% para 0,871 euros.

Nota negativa ainda para a Nos que deslizou 0,29% para 5,145 euros.

Todavia foram, mais as empresas a iniciar a semana em alta do que o contrário. Como tal, e a contribuir de forma mais decisiva para impedir uma queda mais pronunciada do PSI-20 esteve o BCP e o setor do papel.

O banco avançou 1,51% para 0,2012 euros, enquanto a Altri apreciou 3,36% para 6,005 euros, a Semapa ganhou 2,69% para 12,22 euros e a Navigator cresceu 1,15% para 3,160 euros. A Navigator chegou mesmo a transacionar no valor mais alto desde 30 de julho e a Altri em máximos de 31 de julho.

Destaque ainda pela positiva para a subida de 0,58% para 13,075 euros da Galp Energia, que assim acompanhou a subida do preço do petróleo nos mercados internacionais, numa altura em que o barril de referência para as importações nacionais (Brent, negociado em Londres) valoriza cerca de 1,50% para 62,46 dólares.


(Notícia atualizada às 16:51)



pub

Marketing Automation certified by E-GOI