Bolsa PSI-20 recupera pelo terceiro dia à boleia da EDP Renováveis

PSI-20 recupera pelo terceiro dia à boleia da EDP Renováveis

A bolsa nacional valorizou pela terceira sessão consecutiva num dia em que as subidas da EDP Renováveis e do BCP foram as que mais impulsionaram. PSI-20 acompanhou tendência de ganhos registada na Europa.
PSI-20 recupera pelo terceiro dia à boleia da EDP Renováveis
Miguel Baltazar
David Santiago 26 de março de 2020 às 16:41
O índice PSI-20 encerrou a sessão desta quinta-feira, 26 de março, a somar 1,47% para 4.013,65 pontos, a terceira valorização consecutiva da praça lisboeta, o que lhe permite dar continuidade à recuperação das fortes perdas acumuladas devido aos receios quanto à paralisação económica provocada pelo coronavírus. 

A bolsa nacional valorizou em linha com os ganhos também registados nas principais bolsas europeias, numa sessão em que as praças do velho continente tiraram partido do maior otimismo decorrente das decisões mais recentes no que diz respeito às respostas de países e bancos centrais à crise em curso. 

Desta feita, o Banco Central Europeu decidiu não aplicar uma das regras que limitam a aquisição de dívida pública de cada país da Zona Euro, assegurando maior margem de atuação ao novo programa de compra de ativos de até 750 mil milhões de euros destinado exclusivamente a apoiar o combate aos efeitos da pandemia. 

Em Lisboa, a subida de 4,62% para 10,20 euros da EDP Renováveis foi a que mais impulsionou, embora também o BCP tenha estado em destaque com uma valorização de 0,83% para 0,1099 euros. 

No setor energético, também a Galp Energia (+1,85% para 9,80 euros) e a REN (+6,62% para 2,335 euros) registaram subidas expressivas, enquanto a EDP negociou em contraciclo com uma quebra de 0,80% para 3,581 euros. 

Também nos setores do papel e retalho o sentimento se dividiu. A Semapa avançou 1,01% para 7,98 euros e a Navigator ganhou 0,37% para 2,178 euros, enquanto a Altri perdeu 0,87% para 3,63 euros. A Jerónimo Martins somou 1,69% para 15,92 euros e a Sonae caiu 0,25% para 0,589 euros.

A travar uma maior subida da praça lisboeta esteviveram ainda a Nos (-2,02% para 3,104 euros) e a Pharol (-2,45% para 0,718 euros).

(Notícia atualizada)



pub

Marketing Automation certified by E-GOI