Bolsa PSI-20 sobe para máximo de meio ano com Pharol e CTT a brilhar

PSI-20 sobe para máximo de meio ano com Pharol e CTT a brilhar

A bolsa nacional valorizou pela segunda sessão consecutiva para tocar em máximos de 6 de maio, isto num dia em que Pharol e CTT estiveram em destaque.
A carregar o vídeo ...
David Santiago 08 de novembro de 2019 às 16:43
O índice PSI-20 encerrou a sessão desta sexta-feira, 8 de novembro, a ganhar 0,16% para 5.304,81 pontos, com 11 cotadas em alta e as restantes sete em queda, isto no segundo dia seguido em que a praça lisboeta transacionou em terreno positivo, tendo hoje negociado em máximos de 6 de maio último. 

A bolsa nacional contrariou as perdas registadas na generalidade das principais praças bolsistas europeias, penalizadas em especial pelas quedas dos setores europeus alimentar, do retalho e da banca. A pressionar o sentimento no velho continente esteve o novo volte-face na atribulada negociação de um acordo comercial entre os Estados Unidos e a China.

O presidente norte-americano, Donald Trump, desmentiu o seu próprio conselheiro económico, Larry Kudlow, ao afirmar que afinal não foi alcançado um entendimento com Pequim para o levantamento faseado das tarifas aduaneiras agravadas, mutuamente impostas entre as duas maiores economias do mundo.

Em Lisboa, a Pharol e os CTT estiverem em destaque com subidas expressivas. A antiga PT disparou 8,86% para 0,1130 euros na maior subida diária registada pela cotada em 2019, o que contribuiu para que negociasse na cotação mais alta desde 18 de setembro, enquanto os correios nacionais somaram 3,55% para 3,152 euros. Os CTT estiveram em máximos de janeiro deste ano e fecharam a semana com a maior valorização semanal de sempre. 

Nota positiva ainda para o BCP, que ganhou 0,60% para 0,2165 euros, num dia em que tocou em máximos de 6 de agosto, depois de ontem ter reportado após o fecho da sessão lucros de 270,3 milhões de euros, resultado que superou as expectativas dos analistas.

Ainda em alta esteve o grupo EDP, com a elétrica liderada por António Mexia a subir 0,96% para 3,685 euros e a EDP Renováveis a apreciar-se em 0,59% para 10,28 euros. Ainda na energia, a REN avançou 1,29% para 2,75 euros e a Galp recuou 0,10% para 14,94 euros. 

A travar uma maior valorização do PSI-20 esteve a Nos (-1,93% para 5,235 euros) e as retalhistas cotadas no principal índice nacional: a Sonae perdeu 1,59% para 0,929 euros e a Jerónimo Martins cedeu 0,26% para 15,415 euros.

(Notícia atualizada às 16:55)



pub

Marketing Automation certified by E-GOI