Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 sobe pelo segundo dia com BCP a ganhar mais de 3%

A bolsa nacional fechou a primeira sessão desta semana em terreno positivo e em linha com as principais congéneres europeias. Subida superior a 3% do BCP foi a que mais impulsionou.

Miguel Baltazar
David Santiago dsantiago@negocios.pt 13 de Julho de 2020 às 16:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • 11
  • ...
O índice PSI-20 encerrou a sessão bolsista desta segunda-feira, 13 de julho, a crescer 0,18% para 4.472,83 pontos, com 10 cotadas em alta, cinco em queda e três inalteradas. A praça lisboeta valorizou pela segunda sessão seguida num dia em que foi alternando entre ganhos e perdas ligeiras até bem perto do fim da negociação bolsista de hoje. 

As principais bolsas do velho continente transacionaram em alta, contagiadas pela expectativa dos investidores quanto à apresentação de resultados positivos por parte de algumas das principais cotadas mundiais, isto apesar dos efeitos negativos decorrentes da crise pandémica. 

O índice de referência europeu Stoxx600 também valorizou pela segunda sessão, beneficiando em especial das valorizações conseguidas pelos setores europeus das matérias-primas, químico e tecnológico.

Em Lisboa foi o BCP que mais contirbuiu para o fecho em alta, com o banco a somar 3,14% para 10,84 cêntimos por ação, contudo também o setor do papel foi determinante para que o principal índice nacional fechasse no verde. 

A Navigator somou 0,92% para 2,192 euros, a Altri apreciou 0,61% para 4,302 euros, e a Semapa cresceu 0,85% para 8,29 euros. 

Nota positiva ainda para a Sonae (+1,48% para 65,35 cêntimos) e para a Galp Energia (+0,38% para 10,505 euros). 

Apesar de a maior parte das cotadas do PSI-20 ter valorizado na sessão, o peso relativo das empresas que desvalorizaram acabou por impedir uma maior subida da praça lisboeta, que assim ficou aquém dos ganhos mais acentuados obtidos pelas congéneres europeias. 

A EDP perdeu 2,47% para 4,424 euros um dia depois de a RTP ter noticiado que a elétrica será constituída arguida no processo das rendas excessivas, o mesmo que já levou à suspensão do CEO António Mexia e de Manso Neto, da EDP Renováveis.

Continuando na energia, também a EDP Renováveis (-0,29% para 13,70 euros) e a REN (-0,20% para 2,50 euros) perderam valor na sessão. 

A retalhista Jerónimo Martins também fechou no vermelho com uma queda de 0,10% para 15,42 euros, isto no dia em que a dona dos supermercados Pingo Doce descontou o dividendo de 20,7 cêntimos relativo ao exercício do ano passado. 

(Notícia atualizada)
Ver comentários
Saber mais Bolsa Nacional PSI-20 BCP EDP Jerónimo Martins EDP Renováveis Altri Semapa Navigator Sonae Galp Energia REN
Mais lidas
Outras Notícias